0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Liga dos Campeões

Thiago salva, e Bayern elimina Juventus com virada histórica

EFE
16 mar 2016
19h19
atualizado às 19h41
  • separator
  • 0
  • comentários

O Bayern fez história nesta quarta-feira. Pelas oitavas de final, os alemães conseguiram uma virada histórica e bateram a Juventus por 4 a 2, em Munique, na prorrogação. Lewandowski, Müller, Thiago e Coman marcaram para os bávaros, enquanto Pogba e Cuadrado fizeram para a Vecchia Signora. Com a eliminação dos vice-campeões do último ano, a Itália não tem mais representantes no torneio.

Agora, o Bayern volta suas atenções ao Alemão. No próximo sábado, encara o Colônia, fora de casa, às 11h30 (de Brasília). Líderes, os bávaros têm cinco pontos de vantagem para o Borussia Dortmund. Já a Juventus, também primeira colocada no nacional, tem o clássico de Turim contra o Torino, no domingo, às 11 horas (de Brasília). A Vecchia Signora está três pontos à frente do vice-líder Napoli.

Foto: EFE

O jogo - A partida começou agitada e, logo aos 5, a Juventus já saiu em vantagem. Khedira fez lançamento, Alaba se confundiu com Neuer, e a bola sobrou limpa para Pogba, que fez 1 a 0. A partir disso, as estratégias se tornaram claras. O Bayern trocando passes no campo de ataque, e a Vecchia Signora fechada, apostando na velocidade.

Aos 21, o goleiro alemão errou mais uma vez, entregando a bola para o ataque dos italianos. O assistente acabou marcando, equivocadamente, impedimento. Com 26 minutos de jogo, a posse de bola do Bayern era de 65%, mostrando o domínio territorial dos bávaros. Porém, foi a velocidade da Juventus que fez a diferença. Aos 27, Morata arrancou do campo de defesa e serviu Cuadrado, que deu um corte e bateu colocado, aumentando a vantagem para 2 a 0.

O confronto voltou ao cenário anterior, com os donos da casa mantendo a posse no ataque. Porém, sem levar perigo a Buffon. Isso só mudou aos 40, quando Müller, de dentro da área, bateu em cima do arqueiro italiano. Aos 43, a resposta veio em mais um contra-ataque concluído por Cuadrado. Dessa vez, Neuer salvou. Agitado, o primeiro tempo chegou ao fim, com 2 a 0 a favor dos visitantes.

Logo no início da segunda etapa, Vidal e Cuadrado se desentenderam, depois de falta do chileno. Ambos saíram com o cartão amarelo. Aos 6, Lewandowski deu empurrão em Evra e também foi advertido, deixando claro o nervosismo da equipe de Guardiola. Morata teve duas chances seguidas, aos 9 e aos 10, mas desperdiçou ambas.

Foto: EFE

A partida foi se tornando dramática para os alemães, que não achavam espaço na defesa de Massimiliano Allegri. Sem arriscar de fora da área, o time bávaro forçava passes difíceis, cometendo erros. Finalmente, aos 27, em bola alçada por Douglas Costa, Lewandowski cabeceou para as redes, diminuindo o placar e dando esperanças à torcida.

Os últimos 20 minutos foram de pressão dos donos da casa, que empurraram os visitantes para trás. Quando parecia que a Juventus levaria a vaga, Coman cruzou e Müller, aos 45, empurrou para o gol, fazendo 2 a 2 e forçando a prorrogação.

No tempo extra, os italianos começaram bem, e Lichtsteiner, em chute rasteiro, exigiu defesa de Neuer logo aos 2 minutos. Depois disso, o jogo ficou morno, com os times mostrando um pouco de cansaço. Assim, os 15 primeiros minutos se encerraram sem grandes emoções.

Logo no início da segunda parte, Thiago, que havia entrado durante o jogo, tabelou com Müller e virou a partida para os donos da casa. Na sequência, Coman, em jogada individual, fez o quarto, sacramentando a classificação.

Ainda coube a Neuer operar um milagre, aos 10, em finalização de Mandzukic. Depois disso, o Bayern administrou o resultado e a partida terminou, em uma noite que jamais será esquecida em Munique.

Foto: EFE
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade