0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Com olé, Barcelona vence Manchester e leva tríplice coroa

27 mai 2009
17h36
atualizado às 21h57

Na partida mais aguardada de todos os tempos em uma decisão da Copa dos Campeões, segundo apontada pela imprensa européia nos últimos dias, prevaleceu o ataque arrasador do Barcelona contra a sólida defesa do Manchester United na tarde desta quarta-feira. Em grande festa ocorrida no Estádio Olímpico de Roma, que teve direito a gritos de olé nas arquibancadas, o time espanhol foi superior para vencer por 2 a 0, com gols dos astros Eto'o e Messi, e conquistou o terceiro título da competição em sua história.

» Veja mais de 100 fotos da decisão em Roma
» ESPN: assista ao vídeo
» Messi vence duelo contra Cristiano Ronaldo
» Comente o título do Barcelona

Campeão nas temporadas de 1991/92 e 2005/06, o clube do Camp Nou repete o feito em 2008/09 com um ataque que atropelou seus adversários, com 32 gols marcados em 13 partidas. Comandados pelo trio ofensivo Messi, Eto'o e Henry, além das atuações decisivas de Iniesta, o Barcelona também impediu o bicampeonato do Manchester United e derrubou os 100% da equipe inglesa em finais do maior torneio europeus interclubes.

De quebra, a equipe comandada pelo técnico Joseph Guardiola registra a melhor temporada de seus 111 anos de história. Ao fechar com chave de ouro nesta quarta-feira, no gramado de Roma, o Barcelona fatura a "tríplice coroa", já que também é o dono da Copa do Rei e do Campeonato Espanhol, quando fez campanha incrível com mais de 100 gols.

Com a terceira conquista da Copa dos Campeões, o Barcelona iguala o número de títulos do Manchester United, vencedor em 1967/68, 1998/99 e 2007/08, e consolida a Espanha como país que mais faturou o torneio na história, agora com 12 troféus, deixando para trás os próprios ingleses, além de italianos. Além disto, os espanhóis deixam os rivais para trás em decisões envolvendo as duas nações, já que saíram vitoriosas em duas edições, também com os catalães, e os rivais apenas uma vez, com o Liverpool.

Derrotados pela primeira vez na edição de 2008/09 do torneio, o Manchester também vê a vingança espanhola na "final do milênio", já que Cristiano Ronaldo e companhia eliminaram o Barcelona na temporada passada na semifinal, antes de bater os compatriotas Chelsea na decisão. Outro que triunfou sobre antigos carrascos foi o argentino Messi, principal nome da campanha vitoriosa. Artilheiro do torneio com nove gols, o camisa dez perdeu a disputa pelo título de melhor do mundo da Fifa no ano passado para o português e sai na frente para vencer a próxima premiação.

A maioria espanhola no Estádio Olímpico sofreu com o bom início do Manchester United, que pressionou nos primeiros minutos e teve Cristiano Ronaldo como maior destaque em três perigosas finalizações à distância. No entanto, a resposta veio aos 9min, na única jogada aguda do Barcelona. Em rápido contra-ataque puxado por Iniesta, Eto'o recebeu do lado direito, cortou a marcação de Vidic e, de bico, finalizou para as redes de Van der Sar.

Com a vantagem, o Barcelona impôs nervosismo aos ingleses e passou a sobrar em campo com o seu ataque arrasador. A velocidade ofensiva passou a fazer a diferença no decorrer da partida e Messi começou a brilhar. Aos 18min, o argentino quase fez um golaço em tiro de fora da área. Já no segundo tempo, a superioridade foi ampliada e as chances ficaram mais claras.

Aos 2min, Henry perdeu grande oportunidade ao cortar Ferdinand para o meio e esbarrar na presença do goleiro holandês. Em seguida, Xavi, eleito o melhor jogador da decisão pela Uefa, bateu falta com precisão e carimbou a trave inglesa. No entanto, a previsão foi confirmada aos 24min, quando o meia espanhol voltou a ser decisivo em um cruzamento e colocou a bola na cabeça de Messi, que só deslocou Van der Sar e garantiu a festa catalã, que foi ampliada quando Puyol levantou a taça no centro do gramado.

FICHA TÉCNICA

Barcelona 2 x 0 Manchester United

Gols
Barcelona: Eto'o, aos 9min do 1º tempo, e Messi, aos 25min do 2º tempo

Ponto Forte do Barcelona
Dupla de meio-campo formada por Xavi e Iniesta, que mostrou entrosamento na armação de jogadas ofensivas e controlou bem a partida após abrir o placar

Ponto Forte do Manchester
Iniciativa tomada após o apito inicial, quando a equipe mostrou ação so ser mais perigosa, principalmente em três finalizações de Cristiano Ronaldo

Ponto Fraco do Barcelona
Atuação apagada no início, quando foi amplamente dominado pelo Manchester e não conseguiu passar do meio-campo antes dos nove primeiros minutos

Ponto Fraco do Manchester
Queda de rendimento após ficar atrás no placar, quando demonstrou nervosismo, não repetiu o domínio que apresentou no início e erros muitos passes, principalmente no meio-campo e ataque

Personagem do jogo
Xavi, do Barcelona

Esquema Tático do Barcelona
4-3-3
Valdés; Puyol, Yayá Touré, Piqué e Sylvinho; Busquets, Xavi e Iniesta (Pedro); Messi, Eto'o e Henry (Keita); técnico: Joseph Guardiola

Esquema Tático do Manchester
4-4-2
Van der Sar; O'Shea, Ferdinand, Vidic e Evra; Carrick, Giggs (Scholes), Anderson (Tevez) e Park (Berbatov); Cristiano Ronaldo e Rooney; técnico: Alex Ferguson

Cartões Amarelos
Barcelona: Piqué
Manchester: Cristiano Ronaldo, Scholes e Vidic

Árbitro
Massimo Busacca (Suíça)

Local
Estádio Olímpico, em Roma (Itália)













Messi brilha mais uma vez na final e garante tricampeonato do Barcelona na Europa
Messi brilha mais uma vez na final e garante tricampeonato do Barcelona na Europa
Foto: Getty Images
Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade