0

Felipe crê em Seleção e iguala torcida do Braga à do Corinthians

27 ago 2010
15h46

Há pouco mais de duas semanas no Braga, de Portugal, o goleiro Felipe já se tornou titular do clube. Em entrevista ao site da Fifa nesta sexta-feira, o ex-corintiano se mostrou muito animado com a nova fase na carreira e com a possibilidade de jogar a Liga dos Campeões. Para ele, o fato de o técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, já o conhecer dos tempos de Parque São Jorge pode facilitar sua convocação.

"O Mano me conhece muito bem. Trabalhamos dois anos juntos, conquistamos três títulos. Ele está mudando a equipe, apostando nos jovens e acho que, se na primeira convocação eu estivesse jogando lá no Brasil, teria tido uma chance. Mas agora estou no Braga, jogando bem, e acho que logo, logo posso ter essa oportunidade", disse o goleiro, que também comentou sobre seu bom momento.

"Para ser sincero, não esperava um sucesso assim tão rápido. Estive algum tempo sem jogar no Brasil e, apesar de continuar a treinar, não é a mesma coisa e nem sonhava vir a jogar a Liga dos Campeões. Estou em Braga há pouco mais de duas semanas, já fiz quatro jogos e consegui uma qualificação para a fase de grupos da Liga. Melhor era mesmo impossível", afirmou.

Depois da vitória por 4 a 3 sobre o Sevilla, da Espanha, na última terça-feira - que garantiu o clube português na fase de grupos da principal competição europeia pela primeira vez na história - os jogadores do Braga foram recebidos por uma multidão de torcedores no retorno a Portugal.

"Não esperávamos uma festa daquela dimensão. No Corinthians, a torcida também é assim, com gente que faz tudo pelo clube. Agora voltei a ter a sensação de partilhar um momento único com a torcida. Levamos quase uma hora para sair do estádio, tantas eram as pessoas que queriam nos felicitar", disse o jogador.

Goleiro falhou contra o Sevilla, mas Braga garantiu vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões
Goleiro falhou contra o Sevilla, mas Braga garantiu vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões
Foto: AP
Fonte: Redação Terra
publicidade