0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Final da Liga dos Campeões rende R$ 825 mi à União Europeia

21 mai 2010
11h04
atualizado às 11h43

A final da Liga dos Campeões, que será disputada neste sábado entre Bayern de Munique e Inter de Milão, proporcionará um lucro de cerca de R$ 825 milhões de euros para a economia da União Europeia (UE), frente aos R$ 735 milhões do ano passado, segundo um estudo elaborado pela empresa MasterCard.

De acordo com o relatório, Madri, que é a sede da final, obterá um lucro de R$ 117 milhões, 12 milhões a mais que os obtidos por Roma no ano passado, quando a capital italiana sediou a decisão do torneio.

Este montante, diz o estudo, inclui um aumento a curto prazo dos gastos dentro do estádio Santiago Bernabéu e em toda a cidade, como bares, lojas, hotéis, atrações turísticas e locais de apostas.

Além disso, "será complementado com o legado econômico que recairá sobre Madri, incluindo um aumento do turismo e maiores oportunidades para receber no futuro eventos esportivos de grande porte".

Segundo Simon Chadwick, professor que elaborou o estudo, este maior impacto econômico se justifica também pelo fato de que a final será disputada em um sábado. Assim, torcedores de ambas as equipes poderão aproveitar o fim de semana, viajar "mais facilmente e inclusive passar mais dias na capital espanhola".

Esta é a primeira vez que a final da Liga dos Campeões acontece em um sábado. Antes, era habitualmente realizada no meio da semana útil. "A final da Liga tem um grande impacto econômico local, regional, nacional e internacional. Tem um efeito multiplicador em toda a Europa", ressaltou Chadwick.

Dessa forma, os lucros previstos para o conjunto da economia da União Europeia serão de R$ 220 milhões.

Santiago Bernabeu deve receber cerca de 75.000 torcedores no sábado
Santiago Bernabeu deve receber cerca de 75.000 torcedores no sábado
Foto: AFP
EFE   
publicidade