0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Málaga despacha Porto e vai às quartas da Champions pela 1ª vez

13 mar 2013
18h34
atualizado às 21h19
  • separator
  • 0
  • comentários

A Espanha tem seu terceiro representante nas quartas de final da Liga dos Campeões. Depois de Real Madrid e Barcelona garantirem suas vagas, nesta quarta-feira foi a vez de o Málaga se afirmar na fase seguinte da competição continental. Jogando em casa, a equipe do técnico Manuel Pellegrini derrotou o Porto por 2 a 0 e carimbou seu passaporte rumo às quartas - a primeira vez que a equipe da Andaluzia chega a esta fase em sua história.

Roque Santa Cruz fez o gol da vitória e da classificação do Málaga já no segundo tempo
Roque Santa Cruz fez o gol da vitória e da classificação do Málaga já no segundo tempo
Foto: Reuters

Na partida de ida, o time português havia vencido em casa por 1 a 0, com gol irregular de João Moutinho. Para vencer nesta terça, o Málaga precisou superar a marcação do Porto e o goleiro Hélton para vencer com gols de Isco e Roque Santa Cruz.

Precisando marcar, o Málaga viu o Porto buscar o jogo no início da partida, sem ameaçar o goleiro Willy. O time espanhol enfim conseguiu marcar, mas a arbitragem anulou de forma bastante polêmica. Aos 39min, Hélton tentou defender bola alçada por Gámez, mas soltou a bola e Saviola empurrou para as redes. O juiz italiano Nicola Rizzoli, porém, viu falta de Júlio Baptista no goleiro.

Entretanto, não demorou muito mais para que o Málaga abrisse o placar. Aos 43min, Isco arriscou belo chute de fora da área e acertou o ângulo direito de Hélton. O gol poderia forçar o Porto a sair de seu campo de defesa, mas não foi o que aconteceu.

Hélton lamenta gol sofrido pelo Porto na derrota do Málaga
Hélton lamenta gol sofrido pelo Porto na derrota do Málaga
Foto: AFP

O que se viu no segundo tempo foi o time português ter que mudar sua estratégia por conta de uma expulsão. Aos 4min, Defour fez falta em Joaquín e recebeu o segundo amarelo. A superioridade numérica fez com que o Málaga passasse a controlar ainda mais a bola e fazer o goleiro Hélton trabalhar.

Vendo o tempo passar e o segundo gol não chegar, o técnico Manuel Pellegrini optou por levar a campo o veterano Santa Cruz no lugar de Júlio Baptista, e o paraguaio mostrou ter estrela. Aos 32min, quatro após entrar em campo, o atacante subiu em escanteio e cabeceou firme, sem chances para Hélton.

O resultado impedia a chance de prorrogação e o torcedor do Málaga por pouco viu a classificação ir pelos ares aos 36min. Em cobrança de falta, Maicon completou de cabeça ao gol, mas a arbitragem corretamente marcou o impedimento. A pressão portuguesa prosseguiu até os minutos finais, mas, no término, a festa foi espanhola.

Willy comemora sozinho o gol de Santa Cruz na vitória do Málaga
Willy comemora sozinho o gol de Santa Cruz na vitória do Málaga
Foto: Reuters
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade