PUBLICIDADE

Mourinho prevê volta à Inglaterra e desabafa: odeio minha vida social

2 out 2012 - 07h05
(atualizado em 6/10/2012 às 13h08)
PEDRO PINTO

O português José Mourinho está à frente do Real Madrid desde 2010, mas já faz algum tempo que leva vida de um galáctico. Desde que conquistou a Liga dos Campeões da Europa com o Porto em 2004, ele figura entre os principais clubes de futebol do mundo e é assediado em todos os lugares. Mas engana-se quem pensa que tamanho fã clube internacional traz apenas boas notícias para Mourinho.

» Mourinho explica tristeza de C. Ronaldo e vê Real como maior desafio
» Vote e eleja a mais bela mulher de jogadores do Italiano
» Com Ronaldinho, americanos listam 100 atletas mais feios da história

"Eu odeio minha vida social, odeio", diz o técnico em entrevista exclusiva a Pedro Pinto, apresentador da CNN Internacional e blogueiro do Terra. "Se estou em uma partida de crianças de 10 ou 12 anos, as pessoas se aproximam para tirar fotos, vêm pedir autógrafos. Ou também me insultam, ou ficam atrás do gol da equipe de meu filho de 12 anos e o insultam. Eu gostaria de estar com minha família na rua como qualquer pessoa normal e não posso, por isso sou uma pessoa completamente diferente em minha vida privada", completou o treinador.

À frente do clube de Madri, atual campeão espanhol, José Mourinho tem contrato até 2014, mas não esconde que seu futuro deve levá-lo de volta à Inglaterra. Ex-treinador do Chelsea entre 2004 e 2007, ele admite até mesmo um retorno ao clube londrino, e não descarta assumir um dos rivais de Manchester - desde que não seja para tomar o posto de Sir Alex Ferguson no United.

"Espero que, quando eu voltar ao futebol inglês, ele ainda esteja dirigindo o Manchester United", afirmou, prevendo dar o passo à Inglaterra após o Real, sem pressa para voltar ao futebol inglês. "Neste momento, estou muito feliz de ser o treinador da melhor equipe do mundo."

Confira a entrevista com José Mourinho:

Se você não ganhar a Liga dos Campeões com o Real Madrid, acha que seria um fracasso sua passagem pela equipe?
Mourinho Não, não, porque eu sempre digo o mesmo quando ganho e quando perco, e digo o mesmo em relação à Liga dos Campeões. A diferença entre ter sucesso ou não é muito, muito estreita. Assim, não considero um fracasso... Mas sei o que você quer dizer, e provavelmente tenho um pouco de culpa nisso, porque todo mundo considerará que é um fracasso, já que ganhei tantas vezes e fui tão bem-sucedido nas equipes em que estive. Provavelmente todo mundo espera isso mesmo.

Você acredita que as pessoas têm uma impressão equivocada de você? Muitas vezes elas têm uma percepção negativa sua, uma imagem agressiva e dura. O que você acha?
Mourinho Eu sei, eu sei. Acho que é normal, porque as pessoas acham que me conhecem, mas não é assim. As pessoas conhecem o treinador, especialmente o treinador durante os 90 minutos. Se eu pudesse ser um diretor de futebol e, no momento em que deixo a equipe ou que a partida termina, pudesse desligar a luz e transformar-me em uma pessoa desconhecida, eu o faria. Eu odeio minha vida social, odeio. Odeio não poder ser um pai normal que vai ver um jogo de futebol de seu filho e estar com outros 20 pais assistindo ao jogo. Se estou em uma partida de crianças de 10 ou 12 anos, as pessoas se aproximam para tirar fotos, vêm pedir autógrafos, ou também me insultam, ficam atrás do gol da equipe de meu filho de 12 anos e o insultam. Eu gostaria de estar com minha família na rua como qualquer pessoa normal e não posso, por isso sou uma pessoa completamente diferente em minha vida privada.

Trabalharia de novo para Roman Abramovich e para o Chelsea?
Mourinho Naturalmente.

Verdade?
Mourinho Claro que sim.

Não há ressentimentos?
Mourinho Não, não.

Então vocês seguem em contato?
Mourinho Muito. O último exemplo disso foi Michael Essien, que inicialmente iria a outro clube. Quando liguei (para Abramovich), disse: por favor, deixe-o a um amigo. Ele o enviou a um amigo (por empréstimo ao Real Madrid). De fato, temos uma grande relação.

Você disse que gostaria de ir à Inglaterra, então tenho que perguntar: é para lá que você gostaria de ir? Substituir Sir Alex (Ferguson) o cenário ideal para ir?
Mourinho Não. O cenário perfeito é, quando vá para lá trabalhar, Ferguson siga à frente do United, porque creio que o futebol perderá muito quando ele se aposentar. Não há treinadores velhos ou jovens. Para mim, ele é o chefe. Eu o chamo de chefe porque ele é o pai de todos os treinadores. Espero que, quando eu voltar ao futebol inglês, ele ainda esteja dirigindo o Manchester United.

Você aceitaria dirigir o Manchester City, sabendo que provavelmente isso não te permitiria dirigir o Manchester United um dia?
Mourinho Não penso nisso, especialmente porque tenho um contrato de quatro anos com o Real Madrid. Assinei, e quando o fiz, foi porque queria estar no Real Madrid por este período de tempo, e não pensar em outra equipe. Digo isso abertamente por diferentes razões. Depois deste projeto, o passo seguinte será a Inglaterra por muitas razões. Quando? Não sei, não tenho ideia e, neste momento, estou muito feliz de ser o treinador da melhor equipe do mundo.

A entrevista completa será publicada na sexta-feira (5) no Terra.

Campeonatos europeus ao vivo
O Terra exibe ao vivo via internet para o Brasil todas as partidas da Liga Europa nas temporadas de 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015, sendo o único meio de comunicação do País a transmitir ao vivo os 205 jogos da competição. As transmissões são disponibilizadas em alta definição (HD) e padrão standard, inclusive para tablets e smartphones.

Além da Liga Europa, os internautas podem acompanhar ao vivo jogos de competições importantes do Velho Continente, como os Campeonatos Alemão, Russo, Português e Grego.

"Odeio minha vida social"; desabafa José Mourinho:
Fonte: Terra
Publicidade