4 eventos ao vivo
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Para Lúcio, título europeu da Inter pode ajudar no hexa brasileiro

22 mai 2010
07h56

Tiago Leme
Direto de Madri

O sonho brasileiro de conquistar o hexacampeonato mundial este ano, na África do Sul, passa por Madri, na Espanha. Com a presença de três peças-chaves da Seleção de Dunga em campo, a final da Liga dos Campeões da Europa, que será disputada neste sábado, na capital espanhola, pode ter reflexos na Copa do Mundo. Em entrevista exclusiva ao Terra, o zagueiro Lúcio falou da importância de um possível título da Inter de Milão, sua equipe, sobre os alamães do Bayern de Munique.

"Uma vitória e a conquista da taça, com certeza, nos dará mais alegria e uma confiança a mais para a Copa do Mundo. São duas coisas totalmente diferentes, mas é importante uma vitória aqui. Chegaríamos mais confiantes na África", afirmou o capitão da seleção, que tem a companhia do goleiro Julio César e do lateral direito Maicon nas defesas de Inter de Milão e Seleção Brasileira.

Apesar de estar próximo de disputar a sua terceira Copa do Mundo na carreira, Lúcio mantém a tranquilidade. Com a experiência adquirida de quase dez temporadas atuando na Europa, o atleta de 30 anos tenta não misturar as duas importantes disputas.

"O pensamento agora é total na Inter. Só vou pensar em Seleção Brasileira a partir da semana que vem. Não podemos misturar as coisas", reforçou.

No dia anterior da decisão da Liga dos Campeões, Lúcio manteve a rotina normal que antecede os grandes jogos. Treinou à tarde junto aos companheiros da Inter em um clima descontraído na Ciudad Deportiva de Valdebebas, o centro de treinamento do Real Madrid.

Durante pouco menos de uma hora, os jogadores da equipe italiana disputaram um animado rachão. A parte mais séria da preparação do dia, porém, ficou reservada para fora das quatro linhas. Uma reunião do elenco com a comissão técnica no hotel para os últimos acertos antes de encarar os alemães no Estádio Santiago Bernabeu.

Lúcio falou ao Terra pouco antes desse encontro, deixando claro que não podia se atrasar devido à importância da reunião.

"Não digo que estou nervoso, mas estou um pouco ansioso. É normal sentir isso antes de qualquer jogo importante. Mas quando entrarmos em campo, essa ansiedade acaba", disse o defensor brasileiro.

Uma conquista do maior torneio europeu neste sábado eternizaria Lúcio na história da Inter, que busca o tricampeonato doa competição que não conquista desde 1965.

Próximo do objetivo, o brasileiro faz questão de destacar o trabalho do técnico José Mourinho pelo ótimo desempenho na temporada. Após eliminar Chelsea e o badalado Barcelona, o comandante português entrou ainda mais em evidência.

"O estilo do 'Mister' (Mourinho) é vitorioso e vem dando certo na Inter de Milão. Conquistamos dois títulos (Campeonato Italiano e Copa da Itália) e estamos em mais uma final", comemorou.

Nem as críticas de que a Inter joga um futebol feio incomodam Lúcio. Com um sistema defensivo forte e muitas vezes deixando a parte ofensiva em segundo plano, os comandados de Mourinho deixaram o favorito Barcelona, de Lionel Messi, Zlatan Ibrahimovic e companhia de fora da final.

"Os times que eliminamos, como Barcelona e Chelsea, são ótimas equipes também. Mas o que vale no futebol é o resultado, e nós conseguimos as vitórias", analisou.

Após jogar cinco anos do Bayern de Munique, rival deste sábado, mas ter sido desprezado com a chegada do técnico holandês Louis Van Gaal, Lúcio terá uma motivação a mais para a partida decisiva. Mesmo assim, tenta não polemizar, mas fala em uma relação neutra com o seu ex-clube.

"Tive uma boa passagem pelo Bayern, mas não guardo nenhum sentimento especial por eles", destacou.

Para os brasileiros, torcer para que a Inter conquiste o título em Madri parece ser uma ajuda a mais na busca do hexa na África do Sul. Apesar da cultura ofensiva do futebol brasileiro, um triunfo de Lúcio, Maicon e Julio César pode mostrar que a qualidade defensiva dos convocados por Dunga pode fazer a diferença.

"É preciso atacar, mas também é necessário se defender bem para ganhar", finalizou o capitão brasileiro.

Inter, de Lúcio, passou por equipes como a do Chelsea antes de chegar à final
Inter, de Lúcio, passou por equipes como a do Chelsea antes de chegar à final
Foto: Getty Images
Fonte: Especial para Terra
publicidade