0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Saiba quem é o polonês que "destruiu" o Real Madrid

24 abr 2013
17h46
atualizado às 17h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Em bola cruzada na área, aproveitando rebote e em cobrança de pênalti, Robert Lewandowski destruiu o Real Madrid nesta quarta-feira. No BVB Stadion Dortmund, o atacante de 24 anos se tornou o primeiro jogador da história a marcar quatro gols em uma semifinal de Liga dos Campeões, decretando a vitória por 4 a 1 que aproxima o time de outra final da competição após 17 anos. O herói é um garoto prodígio polonês que tem o esporte no sangue.

Robert Lewandowski nasceu em 21 de agosto de 1988 em Varsóvia, na Polônia. Seu pai, Krzysztof, foi campeão polonês de judô e jogador do time de futebol local Hutnik; a mãe, Iwona, jogou vôlei profissionalmente pelo AZS Varsóvia. O DNA esportivo está fortemente presente na família. A irmã do atacante, Milena, também joga vôlei, chegando a representar a seleção polonesa Sub-21. Já sua noiva, Anna Stachurska, é lutadora de karatê.

Lewandowski foi o grande nome da vitória do Borussia Dortmund
Lewandowski foi o grande nome da vitória do Borussia Dortmund
Foto: AFP

Com tamanho incentivo, Lewandoski desenvolveu seu talento como atacante e surgiu como jovem prodígio no futebol polonês. Nas categorias de base, defendeu Partyzant Leszno e Varsovia Warszawa. A profissionalização veio em 2005, aos 17 anos, pelo Delta Warszawa. O jogador apareceu mesmo jogando pelo Znicz Pruszków entre 2006: foi artilheiro da terceira e segunda divisões alemãs e eleito revelação do ano.

Foi atuar no Lech Poznań e, dali, em 2010, acertou com o Borussia Dortmund, da Alemanha, recusando propostas de Genoa, da Itália, e Blackburn, da Inglaterra. Virou titular, se destacou e foi defender a seleção polonesa. Ajudou nos títulos do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha, em 2012. Agora, pode se consagrar de vez na Liga dos Campeões, mais importante competição do futebol europeu.

Contra o Real Madrid, Lewandowski demoliu a defesa montada por José Mourinho, mas não o fez sozinho: em dois dos gols mostrou oportunismo para ficar com o rebote, enquanto no outro cobrou pênalti sofrido por Reus. No primeiro lance, aproveitou cruzamento de Mario Gotze para se esticar e mandar para as redes com os pés. O fato de artilheiro deixou o caminho rumo à final muito mais fácil.

Gotze, aliás, enfrentou protestos da torcida do Dortmund por confirmar que, a partir da próxima temporada, vai defender o Bayern de Munique. Foi chamado de Judas e traidor. Lewandoski pode seguir o mesmo caminho. De acordo com Enrique Reyes, agente do técnico do Borussia, Jupp Heynckes, o acordo já está fechado. Seria um duro golpe para a equipe, que pode até enfrentar o Bayern na final – na outra semifinal, o time alemão fez 4 a 0 no Barcelona.

Por enquanto, Lewandowski alimenta o sonho do Dortmund: ser campeão dos campeões após 16 anos, quando chegou a sua única decisão e venceu, em 1997. A torcida não se esquecerá tão cedo desta partida contra o Real Madrid. O time espanhol, também não.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade