0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

"Super duelo" da Liga dos Campeões entre Real e United tem 1º capítulo amanhã

12 fev 2013
14h43
atualizado às 14h46

Real Madrid e Manchester United iniciarão nesta quarta-feira, no Estádio Santiago Bernabéu, o duelo mais promissor das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, já que envolve dois dos principais candidatos ao título do torneio continental.

Além disso, as duas equipes lideram o ranking de vitórias da "era moderna" - desde 1992/1993 - da competição. Ao todo, cada um ganhou 102 jogos, o Real em 181 apresentações e o United em 188. Nesse período, o time espanhol conquistou três dos seus nove títulos, enquanto o clube inglês levantou dois de seus três 'canecos'.

As oitavas de final ainda marcam o reencontro do astro português da equipe madrilenha, Cristiano Ronaldo, com os 'Diabos Vermelhos'. O luso vestiu a camisa do time inglês entre 2003 e 2009, até ser vendido por aproximadamente 94 milhões de euros, para o Real Madrid.

Na temporada, os rivais destas oitavas de finais vivem momentos opostos. O United lidera com folga o Campeonato Inglês e não teve dificuldade para avançar em primeiro lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões, em chave que ainda tinha Galatasaray, Cluj e Braga.

O Real Madrid, por sua vez, praticamente jogou a toalha no Campeonato Espanhol, já que está 16 pontos atrás do líder Barcelona. Na competição continental, a equipe passou por maus bocados, mas conseguiu avançar em segundo no grupo D, o "da morte", ficando atrás do Borussia Dortmund, e a frente de Ajax e Manchester United.

Para o duelo de amanhã, o time madrilenho teve duas boas notícias: a recuperação do zagueiro Raphael Varane e do meia Xabi Alonso, que estavam contundidos e eram dúvidas para o jogo. Outro que tem presença garantida é Pepe, que também estava contundido, mas chegou atuar alguns minutos na vitória contra o Sevilla, no fim de semana.

O volante Michael Essien também está de volta, já que vinha disputando nas últimas semanas a Copa Africana de Nações, com a seleção de Gana. O jogador é opção para a lateral direita, caso Mourinho decida seguir usando Álvaro Arbeloa na lateral esquerda, no lugar de Marcelo e Fábio Coentrão, que voltaram recentemente de lesões. Outra opção é Sergio Ramos na direita e Pepe na zaga.

Com isso, o único desfalque certo é o goleiro Iker Casillas, que fraturou a mão no mês passado, e vem sendo substituído pelo goleiro Diego López, contratado recentemente junto ao Sevilla, e inscrito na Liga dos Campeões para as oitavas de final.

Quem ficou fora da lista de convocados foi o volante Casemiro, contratado junto ao São Paulo, inicialmente para o Real Madrid B, que disputa a segunda divisão espanhola, mas que foi inscrito na Liga dos Campeões, para ser reserva de Khedira, Xabi Alonso, junto com Essien.

Outro brasileiro que parece ter voltado a estar em alta, é Kaká, que apareceu entre os titulares na última partida do Campeonato Espanhol, no lugar do poupado Özil, e tem boas chances de ficar no banco de reservas no duelo contra o Manchester United.

Do outro lado do confronto, a palavra de ordem é mistério. Alex Ferguson ainda não divulgou qual time entra em campo, e pode surpreender na escalação, como fez no último domingo, contra o Everton.

Ao reclamar do calendário inglês, que o obrigou a jogar três dias antes do duelo pela Liga dos Campeões, o escocês afirmou que entraria em campo com duas equipes diferentes nas duas partidas. Contra o Everton, no entanto, o único jogador poupado foi Rio Ferdinand, que deve atuar amanhã.

Desfalque certo para a partida é o meia Paul Scholes, que não se recuperou de lesão no joelho e, com isso, nem viajou para a Espanha. O inglês poderia ser opção para o banco. Outro veterano da equipe, Ryan Giggs, atuou no domingo e pode ser preservado nesta quarta-feira. Phil Jones, para atuar como volante, Anderson e Kagawa, disputam a posição do galês.

Na história do duelo na Liga dos Campeões, Real Madrid e Manchester United já se encontraram oito vezes, todas em fases eliminatórias da competição. São três vitórias do time espanhol, duas do inglês e dois empates. No "saldo de classificações" no entanto, maior vantagem 'merengue', que leva a melhor por três a um.

Na última vez que se encontraram, pelas quartas de final da temporada 2002/2003, um certo brasileiro brilhou, eliminando o Manchester, em pleno Old Trafford. Ronaldo fez três gols e mesmo com a derrota por 4 a 3 do Real, a equipe avançou, por ter vencido o rival por 3 a 1, no Santiago Bernabéu.

Prováveis escalações:.

Real Madrid: Diego López; Arbeloa, Sergio Ramos, Varane, Coentrão (ou Essien); Khedira, Xabi Alonso Özil e Di María; Cristiano Ronaldo; e Benzema. Técnico José Mourinho.

Manchester United: De Gea; Rafael, Ferdinand, Vidic e Evra; Carrick, Cleverley, Valencia e Giggs (ou Jones); Rooney e Van Persie. Técnico Alex Ferguson.

Árbitro: Felix Brych (Alemana), auxiliado pelos compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha).

EFE   
publicidade