2 eventos ao vivo
Logo do Liga Europa
Foto: terra

Liga Europa

Hulk marca golaço, e Zenit vence Liverpool; Anzhi bate Hannover 96 de virada

14 fev 2013
16h55
atualizado às 16h59

Com um gol de Hulk, o Zenit São Petersburgo saiu na frente do Liverpool com a vitória desta quinta-feira, por 2 a 0, no primeiro jogo do duelo da fase 16 avos de final da Liga Europa, em partida disputada na Rússia.

Além do atacante brasileiro, que abriu o placar, Semak marcou para os donos da casa. Na próxima quinta-feira, as duas equipes voltam a se encontrar, na Inglaterra, no jogo de volta. Quem avançar do confronto pegará o vencedor do duelo entre Levante, da Espanha, e Olympiacos, da Grécia.

Sem desprezar a competição continental, Zenit e Liverpool vieram para a partida com força máxima. Na equipe russa, Hulk era a grande atração, ainda tentando ser decisivo para o time. No Liverpool, único brasileiro relacionado, Lucas - Philipe Coutinho não está inscrito por ter jogado a competição pela Inter de Milão -, começou o duelo no banco de reservas.

A partida teve um início bastante emocionante, com chances de gols claras para os dois lados. O time russo, com Shirokov, teve sua principal oportunidade logo aos 2 minutos de jogo, em grande defesa de Pepe Reina, pegando chute à queima roupa.

No lance seguinte, quem ficou muito perto de marcar foi Luis Suárez, que deitou e rolou para cima da zaga do Zenit, tocou com categoria na saída de Malafeev, mas viu a bola sair à esquerda do gol, rente a trave.

Antes do quinto minuto, outra bela chance, com Hulk, que invadiu a área e finalizou bem, obrigando Reina a trabalhar bem, mais uma vez. Foi preciso mais 22 minutos, para o brasileiro ficar perto de marcar mais uma vez, novamente com bela defesa do goleiro espanhol.

Na última chance da etapa inicial, o Liverpool ficou muito perto de abrir o placar, quando Luis Suárez, de letra tentou surpreender o goleiro rival, mas acabou finalizando à direita da trave defendida por Malafeev.

Homem mais perigoso de sua equipe, o atacante uruguaio foi o primeiro a conseguir criar uma boa chance, no morno segundo tempo. Aos 15 minutos, pegando uma sobra de bola na entrada da área, Suárez bateu colocado, à direita do gol do Zenit.

Se havia um protagonista do lado dos 'Reds', Hulk era o cara da equipe russa. Aos 24 minutos do segundo tempo, o atacante recebeu de Denisov na intermediária e acertou um potente chute, no ângulo do gol defendido por Reina, para abrir o placar a favor da equipe de São Petersburgo.

Embalado pelo gol, o Zenit foi com tudo para cima do Liverpool, e três minutos depois ampliou o marcador. Anyukov recebeu na direita e cruzou em direção da área, a zaga da equipe inglesa só olhou Semak aparecer no segundo pau e marcar.

Lucas, que completou sua partida de número 200 na equipe inglesa no fim de semana, entrou em campo apenas aos 33 minutos do segundo tempo. O ex-jogador do Grêmio, no entanto, pouco apareceu na partida.

Hoje, também na Rússia, o Anzhi venceu de virada o Hannover 96, por 3 a 1, na partida que marcou a estreia de William com a camisa do milionário time da República do Daguestão, que agora pode perder por até um gol de diferença no jogo de volta, na Alemanha.

E o jovem meia brasileiro apresentou um belo cartões de visitas, dando passe para o primeiro gol da equipe russa, anotado por Samuel Eto'o. Ahmedov e Boussoufa ampliaram o placar, que poderia ter sido maior, se o camaronês não tivesse perdido um pênalti no segundo tempo. O húngaro Huszti fez o gol isolado do Hannover.

A equipe que avançar na competição após a partida da próxima quinta-feira, terá pela frente o vencedor do confronto entre Basel, da Suíça, e Dnipro, da Ucrânia.

O Anzhi entrou em campo com a maior contratação feita no mercado de transferências de inverno, dentre as equipes que disputam a Liga Europa: William, comprado junto ao Shakhtar Donetsk por 30 milhões de euros. Ao lado dele, atuaram o zagueiro João Carlos, além dos volante Jucilei e Ewerton.

O Hannover, que conta com dois brasileiros no elenco, o zagueiro Felipe, e o volante França, ambos ex-Coritiba, que não ficaram nem no banco. O técnico Mirko Slomka apostou na boa fase do quarteto ofensivo formado por Huszti, Ya Konan, Schlaudraff e Diouf.

O nono colocado no Campeonato Alemão, se valendo dessa ousadia, surpreendeu o time russo aos 22 minutos do primeiro tempo. Em jogada iniciada da linha de meio de campo, Diouf ganhou disputa com a zaga do Anzhi e serviu Huszti, que emendou belo chute de primeira, abrindo o placar.

Aos 34, começou a brilhar a estrela de William no time de Makhachkala. Após receber na linha de fundo, o meia arrancou e cruzou na medida para o goleador camaronês Samuel Eto'o empatar a partida.

No segundo tempo, o Anzhi começou a mil por hora para virar o duelo. E a estratégia deu certo, já que os 3 minutos, em jogada iniciada por Eto'o, Zhirkov fez belo cruzamento, encontrando o meia uzbeque, que emendou de primeira, estufando as redes do Hannover 96.

O Anzhi teve chance de aumentar a fatura aos 13 da etapa final, quando o seu principal jogador acabou derrubado dentro da área por Schulz. O próprio Eto'o correu para a bola, mas o goleiro Ron-Robert Zieler fez a defesa.

A mil por hora, o camaronês se recuperou poucos minutos depois, quando serviu Mbark Boussoufa, que invadiu a área do time alemã, e anotou o terceiro gol do Anzhi. Faltando cinco minutos para o fim da partida, William deixou o jogo, substituído, para ser aplaudido pela torcida do Anzhi.

EFE   
publicidade