0

Medalhista de bronze com a URSS em 1980 morre com tumor

4 out 2014
14h11
atualizado às 14h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-meia Fyodor Cherenkov, um dos maiores jogadores da história do Spartak Moscou e medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de 1980 com a seleção soviética, morreu na madrugada deste sábado, vítima de um tumor cerebral.

Auxiliar-técnico da equipe de juniores do Spartak até o fim da temporada passada, Cherenkov tinha 55 anos. Como atleta, vestiu a camisa do clube entre 1977 e 1990, até sair para Red Star, da França, e voltar um ano depois, para ficar até 1993.

Com a camisa do clube moscovita, o técnico meia fez 494 partidas oficiais, segundo informa o próprio Spartak, através de seu site. Ao todo foram três títulos do Campeonato Soviético (1979, 1987 e 1989) e um do Campeonato Russo (1993).

Por duas vezes, em 1983 e 1989, Cherenkov foi eleito o melhor jogador da extinta União Soviética. Nada que tenha convencido o comando da seleção do país a levá-lo para a disputa de uma Copa do Mundo.

"Com suas brilhantes, alegres e etéreas atuações, Fedor Cherenkov levou alegria a milhões de fãs por todo o país. Ele personificou, em grande medida, a essência futebolística do Spartak", divulgou o clube, em comunicado.

Como homenagem pela sua contribuição, o Spartak dará o nome do ex-meia a um setor das arquibancadas de seu novo estádio, a Otkrytie Arena, e também erguerá uma estátua.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade