0

Título da Eurocopa aliviaria tensão da crise, diz premiê espanhol

1 jun 2012
18h44
atualizado às 19h14

Uma eventual vitória da Espanha na Eurocopa deste ano ajudaria o país a superar a crise econômica, afirmou na sexta-feira o primeiro-ministro Mariano Rajoy. Em visita à seleção no CT em Las Rozas, nos arredores de Madri, o premiê disse que a alegria do eventual bicampeonato europeu de seleções seria "muito reconfortante" para os espanhóis, que enfrentam uma aguda recessão, um desemprego estratosférico e uma crise no sistema bancário.

» Apostas, manipulações e subornos: relembre escândalos da Itália
» Vote na maior conquista amorosa de um jogador de futebol da Europa

"Tomara que vocês ganhem, porque, como espanhóis, precisamos de um ânimo em momentos tão difíceis", disse Rajoy. "Um triunfo da seleção seria uma injeção de moral para toda a Espanha". O primeiro ministro ganhou do técnico Vicente del Bosque uma camisa da seleção com o nome "M. Rajoy" estampado sobre o número 10.

A Espanha disputa no domingo seu penúltimo amistoso preparatório, contra a China, em Sevilha, e estreia na competição no dia 10 contra a Itália em Gdansk, na Polônia. A Espanha pode se tornar o primeiro país a vencer consecutivamente duas Eurocopas e uma Copa do Mundo em um intervalo de quatro anos.

Liga Europa
O Terra irá exibir ao vivo via internet para o Brasil todas as partidas da Liga Europa da Uefa nas temporadas de 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015, sendo o único meio de comunicação do País a transmitir ao vivo os 205 jogos da competição. As transmissões serão disponibilizadas em alta definição (HD) e padrão standard, inclusive para tablets e smartphones.

Primeiro ministro espanhol Mariano Rajoy visitou a seleção espanhola e foi recebido pelo técnico Del Bosque
Primeiro ministro espanhol Mariano Rajoy visitou a seleção espanhola e foi recebido pelo técnico Del Bosque
Foto: EFE
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade