1 evento ao vivo

Turquia supera trauma, bate tchecos e afasta Holanda da repescagem

10 out 2015
18h12
atualizado às 20h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Os atletas da Turquia não se deixaram abalar pelo atentado terrorista que deixou 86 pessoas mortas e 186 feridas na cidade de Ancara, na manhã deste sábado. Apesar do luto, a equipe derrotou a República Tcheca por 2 a 0 em Praga, em duelo válido pela nona rodada das Eliminatórias da Eurocopa 2016, e encaminhou a vaga na repescagem.

Os gols saíram pelos pés de Inan e Çalhanoglu na etapa complementar. Com o resultado, os os comandados de Fatih Terim chegam ao terceiro lugar do grupo A, com 15 pontos conquistados, ultrapassando a poderosa Holanda, com 13 unidades. Já classificados, os tchecos estacionaram nos 19 pontos.

Pelo regulamento, as duas melhores seleções de cada chave asseguram vaga direta no torneio europeu, enquanto os terceiros colocados vão à repescagem. A Islândia lidera o grupo com 20 pontos, um a mais que a República Tcheca. Na última rodada das eliminatórias, a Turquia recebe a líder Islândia e precisa de um empate para garantir vaga na repescagem. Os tchecos, por sua vez, visitam os holandeses, enquanto os lanternas Letônia e Cazaquistão cumprem tabela. Os confrontos serão na próxima terça-feira, às 15h45 (de Brasília).

O jogo foi morno e com poucos lances de perigo. A primeira finalização a gol foi dos tchecos e saiu apenas aos 10 minutos do segundo tempo, mas o goleiro turco fez uma defesa tranquila. Aos 16 minutos, Novak puxou Aziz na área e o árbitro marcou pênalti. Inan bateu forte, no canto direito, e abriu o placar.

O gol animou a Turquia, que passou a dominar a bola e trocar passes em busca de espaços. O cronômetro marcava 36 minutos quando o craque apareceu. O meia Arda Turán, recém-contratado pelo Barcelona, carregou a bola em velocidade pela esquerda, driblou o marcador e fez um cruzamento cirúrgico para Çalhanoglu. O meia-atacante do Bayer Leverkuzen bateu cruzado para o fundo das redes. Nos minutos finais, Turán saiu de campo ovacionado pelo público presente no estádio Generali Arena.

Bélgica perde pênalti, mas goleia Andorra e assume liderança

Fora de casa, a Bélgica venceu Andorra por 4 a 1 e ultrapassou o País de Gales na ponteira do grupo B, com 20 pontos conquistados, um a mais que os atletas do Reino Unido. Lanterna, a seleção anfitriã chegou à nona rodada sem pontuar nas Eliminatórias.

Nainggolan colocou os visitantes na frente aos 18 minutos, e De Bruyne, de falta, ampliou a vantagem aos 42. No início do segundo tempo, o belga Vertonghen derrubou Rubio na área e o juiz assinalou penalidade máxima. Lima bateu colocado e diminuiu. Cinco minutos depois, contudo, Sonejee colocou a mão na bola e o árbitro deu um pênalti a favor dos visitantes. Hazard acertou a pontaria e voltou a ampliar a diferença.

Aos 18, Depoitre recebeu um cruzamento de direita, empurrou para o fundo das redes e sacramentou a vitória. O vareio só não foi maior devido a uma falha de Hazard aos 33 minutos. Riera repetiu o erro do companheiro e colocou a mão na bola dentro da área, mas o meia do Chelsea cobrou mal o pênalti e o goleiro Pol defendeu.

Enquanto Bélgica e País de Gales tem gordura na parte de cima da tabela, a briga pela vaga na repescagem segue acirrada. Também neste sábado, Chipre venceu Israel pelo placar mínimo fora de casa e chegou aos 12 pontos, apenas um atrás dos israelenses, terceiros colocados. A Bósnia-Herzegóvina segurou um empate sem gols com os vice-líderes e também está com 12 unidades.

Na última rodada, Israel visita a Bélgica. bósnios e cipriotas fazem um confronto direto pelo posto em Chipre, enquanto a formação de Andorra, já eliminada, tenta conquistar um ponto de honra contra o País de Gales, no Reino Unido.

Croácia bate Bulgária e mantém vivo sonho da classificação direta

A Croácia venceu a Bulgária por 3 a 0 em Zagreb e se aproximou de uma vaga direta na Eurocopa 2016. Os gols saíram pelos pés de Perisić, Kalinić e Rakitić. Com o resultado, os croatas, já assegurados na repescagem, chegaram aos 17 pontos e passaram a ameaçar a Noruega, enquanto os búlgaros estacionaram em quarto, com oito pontos, e não tem mais chances de se classificar.

Segunda colocada, a Noruega venceu Malta por 2 a 0, mas terá um adversário difícil na última rodada: enfrenta a líder Itália e corre o risco de ir para a repescagem. A Azzurra, já classificada após o triunfo por 3 a 1 sobre o Azerbaijão, encabeça a chave, com 21 pontos conquistados.

Na próxima terça-feira, a Croácia encerra a competição contra o lanterna Malta, enquanto Itália e Noruega se enfrentam na capital italiana. Cumprindo tabela, o Azerbaijão, quinto colocado, visita a Bulgária.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade