0

Jérôme Valcke afirma que atrasos não poderão se repetir na Copa

5 abr 2013
13h05
atualizado às 13h27

Secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke está empolgado para a Copa das Confederações. No entanto, o suíço já demonstra preocupação com a Copa do Mundo, e, para evitar qualquer problema, deu o aviso final: o atraso da entrega dos estádios não poderá se repetir no Mundial.

A dois meses da competição que reunirá Brasil, Uruguai, México, Itália, Espanha, Nigéria, Japão e Taiti, a entidade máxima do futebol ainda não recebeu a Arena Pernambuco, o Estádio Nacional e o Maracanã. Para a Copa de 2014, tudo tem que ser entregue seis meses antes.

"Quero reiterar que algo assim não poderá se repetir para a Copa, com o que concordaram o Governo Federal, a Fifa e o COL. O prazo para a entrega dos estádios permanece o mesmo e se encerra em dezembro de 2013 - sobre isso, não faremos nenhuma concessão", garantiu Valcke ao site da Fifa.O secretário-geral afirmou que o Mundial exige mais testes do que a Copa das Confederações, uma vez que tem o quádruplo do número de jogos e muito mais turistas. "Precisamos continuar trabalhando paralelamente com toda a velocidade na infraestrutura de 2014", pediu.

Em maio, Jérôme Valcke visitará o primeiro estádio que não sediará partidas da Copa das Confederações: a Arena das Dunas, em Natal, que tem pouco mais de 60% das obras concluídas. Presidente da Fifa, Josepp Blatter também deverá visitar todas as 12 cidades-sede do Mundial.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade