0

Jogador que deixou seleção por medo da ebola: 'Decisão foi minha'

9 out 2014
20h20

O atacante Lass Bangoura disse, nesta quinta-feira, que a decisão de abandonar a concentração de Guiné e retornar à Espanha, não partiu do Rayo Vallecano, como foi noticiado. O jogador retornou à Europa por conta do risco do surto de ebola que toma conta da África e chegou nesta semana à Espanha.

- O Rayo não me comunicou nada. A decisão foi minha. Meus companheiros estavam preocupados. Então, falei com o treinador, decidi voltar e explicar que não havia motivo para o medo.

O temor é tanto, que Lass nem sequer foi ao país africano. Por causa da epidemia, a Guiné está mandando os seus jogos no Marrocos.

- Falei com minha mãe. É a primeira vez que abandono a seleção. Mas as pessoas apoiaram e respeitaram minha decisão. Ninguém fará mal a meus familiares - completou o jogador do clube de Madri.

De acordo com o departamento médico do clube, será preciso ainda ver como o jogador será tratado quando retornar. A Fifa e a Uefa não estabeleceram protocolos, e para a doença se propagar no vestiário seria rápido.

A Guiné está na terceira colocação do Grupo E das Eliminatórias da Copa Africana de Nações de 2015. A equipe tem dois jogos marcados para os próximos dias. O primeiro no sábado em Casablanca contra Gana, e depois contra a mesma seleção em Accra.

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

publicidade