1 evento ao vivo

Jogadores do Flu não criam polêmica com arbitragem na Libertadores

21 mai 2013
11h49

Prejudicado em pelo menos duas partidas nesta Libertadores, o Fluminense tem tido uma preocupação especial com a arbitragem. Se o técnico Abel Braga disse que o time foi "garfado" nos jogos contra o Grêmio e Emelec (EQU) e no ano passado contra o Boca Juniors, o lateral Bruno preferiu não entrar em polêmica e explicou como deve ser a relação dos jogadores com o árbitro.

- As vezes é bom saber que árbitro vai apitar. Nós podemos conversar com ele antes do jogo, deixar ele mais tranquilo. São coisas do futebol. O extracampo você também tem que fazer algumas coisinhas e ficar atento no que pode acontecer - explicou o camisa 2.

Se tem alguém que costumar apanha quando está em campo é o atacante Wellington Nem, que falou sobre a diferença entre os árbitros brasileiros e sul-americanos. Segundo o camisa 11, a arbitragem brasileira tem deixado o jogo correr e os times que disputam a Libertadores são mais agressivos, o que acaba complicando a vida do atacante.

- Tem juíz brasileiro que está assim agora, não marcando qualquer falta. Depende da arbitragem. Os times da Libertadores são mais agressivos e no Brasil é mais técnico. Fica mais difícil jogar na Libertadores - afirmou Nem.

O Fluminense volta a campo nesta quarta-feira, quando encara o Olimpia (PAR), às 22h, em São Januário, pela partida de ida das quartas de final da Libertadores.

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

publicidade