2 eventos ao vivo

Jornal: Teixeira abrigava empresa de acusados de superfaturar amistoso

15 fev 2012
07h48

Segundo divulga o jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira, existe ligação entre o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, e a Ailanto Marketing, empresa que organizou o amistoso entre Brasil e Portugal, em novembro de 2008, e é investigada por suposto superfaturamento de valores referentes a hospedagem e passagens aéreas. Apesar de Teixeira sempre ter negado relação com a organização da partida, documentos mostram que a VSV - empresa criada oito dias antes do jogo, e que tinha como sócia exatamente a Ailanto - foi registrada no mesmo endereço de uma fazenda do cartola, em Piraí, interior do Rio de Janeiro.

A Ailanto, acusada de fraudes na organização do amistoso, é propriedade de Sandro Rosell (presidente do Barcelona, ex-executivo da Nike no Brasil e amigo pessoal de Teixeira) e Vanessa Precht, secretária do espanhol. Já a VSV, registrada como empresa de agropecuária, fechou as portas em janeiro de 2011. Segundo a Folha, funcionários da fazenda de Teixeira negam que a VSV tenha funcionado ali algum dia. Em nota, o presidente da CBF afirmou que a relação de sua fazenda com a empresa "é legal", enquanto os representantes da Ailanto não foram localizados para comentar o caso.

Ricardo Teixeira abrigou em sua fazenda empresa cuja sócia era a Ailanto, acusada de superfaturar amistoso da Seleção
Ricardo Teixeira abrigou em sua fazenda empresa cuja sócia era a Ailanto, acusada de superfaturar amistoso da Seleção
Foto: Roberto Filho / AgNews / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade