publicidade
11 de fevereiro de 2014 • 21h59 • atualizado em 11 de Fevereiro de 2014 às 22h25

Argentino desencanta, e Botafogo estreia com vitória sobre San Lorenzo

 

Contratado junto ao Olímpia, do Paraguai, o atacante Tanque Ferreyra finalmente correspondeu às expectativas do torcedor botafoguense. Depois de gerar desconforto com gols perdidos nas vezes em que esteve em campo neste início de temporada, ele desencantou na noite desta terça-feira para abrir caminho para a vitória por 2 a 0 sobre o San Lorenzo, da Argentina, pela fase de grupos da Copa Libertadores.

Ferreyra fez o primeiro gol da partida, deixando para trás os lances desperdiçados nos confrontos da pré-Libertadores contra o Deportivo Quito, do Equador. Wallyson completou o triunfo alvinegro no Maracanã, no Rio de Janeiro. Com o resultado, o time chega aos três pontos no Grupo 2 da competição, que ainda conta com Independiente del Valle, do Equador, e Unión Espanhola, do Chile.

O Botafogo volta a campo no domingo, pelo Campeonato Carioca, quando enfrenta o Duque de Caxias às 19h30 (de Brasília), fora de casa, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Pela Libertadores, joga de novo em 26 de fevereiro, uma quarta-feira: encara o Unión Espanhola, no Estádio Santa Laura, em Santiago, às 19h45. No dia seguinte, o San Lorenzo recebe o Independiente del Valle.

O Botafogo agradou sua torcida com a apresentação e, de forma segura, construiu a vitória contra o San Lorenzo. Mas esteve constantemente à mercê do adversário. Aos 10min, por exemplo, levou o primeiro susto, com cobrança de falta na área e, com a zaga parada, desvio de Gentiletti – a bola passou rente ao travessão.

Wallyson fez o segundo gol e fechou o placar para o Botafogo
Foto: Daniel Ramalho / Terra

Aos 24min, Lodeiro quase fez o primeiro gol, mas foi travado ao tentar a finalização de frente para a meta. Aos 29min, o placar foi aberto. Jorge Wagner bateu forte de fora da área e viu o goleiro Torrico falhar. Ferreyra ficou com a sobra e empurrou para as redes. Em vantagem, o time carioca ainda foi ameaçado com chute cruzado de Blandi aos 41min, em grande chance de empatar.

De volta para o segundo tempo, o Botafogo precisou de apenas seis minutos para aumentar a vantagem e sufocar qualquer reação planejada pelo San Lorenzo. Wallyson recebeu passe e teve liberdade para ajeitar a bola e tocar forte no canto esquerdo do goleiro Torrico. Até o final do confronto, o Botafogo se limitou a conter os avanços sem grandes perigos. Também não foi mais eficiente no ataque, confirmando a vitória na estreia da fase de grupos.

Terra