0

Com um a mais, Palmeiras sai na frente do Sport nas oitavas

5 mai 2009
23h14
atualizado em 6/5/2009 às 01h27

No terceiro duelo entre as equipes nesta temporada, o Palmeiras levou a melhor mais uma vez sobre o rival Sport na noite desta terça-feira, na abertura das oitavas-de-final da Libertadores da América, dentro do Palestra Itália. Assim como já havia feito na fase de grupos da competição continental, o time paulista venceu os pernambucanos por 1 a 0, com um jogador a mais na parte final da partida, e abriu vantagem no mata-mata brasileiro.

Integrantes do Grupo 1 do torneio, os times de Nelsinho Baptista e Vanderlei Luxemburgo se enfrentaram duas vezes neste ano, com uma vitória alviverde em Recife e um empate no Palestra Itália. No entanto, o Sport foi quem levou a melhor na disputa inicial ao registrar a melhor campanha da chave, quando adquiriu o direito de decidir a vaga às quartas-de-final diante de sua torcida, na semana que vem, na Ilha do Retiro.

Além de ficar à frente dos paulistas na primeira disputa do ano, o Sport também coleciona sucessos nos anos anteriores, já que soma triunfos nas edições anteriores de Campeonato Brasileiro, além de ser responsável pela eliminação palmeirense na última Copa do Brasil, torneio em que se sagrou campeão e onde garantiu vaga para a Libertadores deste ano.

No reencontro entre o sexto e o 11º melhor time do torneio até o momento, predominou o equilíbrio registrado nas duas partidas anteriores e o forte poder de marcação das duas equipes. Desta forma, quem dez a diferença foi um atleta que começou no banco de reservas e entrou para incendiar a partida e garantir a vantagem do empate para a decisão no Recife. Em ação apenas aos 19min da etapa final, ao substituir o vaiado Marquinhos, Ortigoza mostrou ser decisivo nos primeiros lances.

Acionado em velocidade aos 28min do segundo tempo, o paraguaio saiu da marcação de Hamilton no lado direito do campo, mas não escapou da falta e foi o responsável pela expulsão do volante da equipe pernambucana. Na cobrança da infração, o centroavante deu um leve desvio de cabeça em levantamento de Cleiton Xavier, o suficiente para tirar do alcance do goleiro Magrão.

Antes do apito final, os mais de 23 mil palmeirenses que foram ao Palestra Itália ainda lamentaram a chances desperdiçada por Diego Souza, o que daria maior tranqüilidade para a pressão da Ilha do Retiro. Aos 45min da etapa final, em um bom cruzamento do estreante Mozart, o meia tocou de forma consciente com a cabeça, mas viu a bola parar na trave e impedir nova comemoração dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 0 SPORT

Gols
Palmeiras: Ortigoza, aos 29min do 2º tempo

Polêmicas de arbitragem
- reclamação dos palmeirenses de um pênalti não marcado aos 35min do primeiro tempo, em cima de Keirrison. Depois de cruzamento na área, o centroavante se enrolou com o zagueiro Durval e pediu a falta em lance ignorado pela arbitragem

Lances bizarros
- para tentar evitar a saída de bola pela lateral, colombiano Pablo Armero se esforça e consegue salvar, mas em seguida se desequilibra e cai sobre as placas de publicidade do Palestra Itália

Pontos Fortes do Palmeiras
- Insistência nas bolas altas na área pernambucana, jogada em que saiu o único gol da partida;
- Estrela de Ortigoza, que entrou em campo, conseguiu a expulsão de Hamilton em um de seus primeiros lances e logo em seguida, desviou de cabeça para balançar as redes

Ponto Forte do Sport
- Marcação exercida no primeiro tempo, quando neutralizou os principais destaques palmeirenses e correu poucos riscos de ser vazado

Pontos Fracos do Palmeiras
- Ineficiência do esquema com três atacantes durante o primeiro tempo da partida, período em que o time teve seus jogadores de criação bem marcados, ameaçou pouco e não viu a bola chegar em seus homens de frente;
- Má fase do artilheiro Keirrison, que mais uma vez passou em branco e ainda carimbou a trave adversária, a exemplo que já havia feito na semana passada, em Santiago, contra o Colo Colo, por duas vezes

Pontos Fracos do Sport
- Falta de criatividade para explorar os espaços deixados pela marcação do Palmeiras e armar contra-ataques;
- Falha de marcação pelas laterais de campo, onde não conseguiu evitar os seguidos cruzamentos na área, e dificuldade para segurar a bola aérea palmeirense

Personagem do jogo
Ortigoza, do Palmeiras

Comentários sobre o jogo
"Tomei muito cafezinho antes do jogo e acabou dando azia. Tive que tomar um remédio para dar uma aliviada", disse o goleiro Marcos, que admitiu que se sentiu mal durante a partida e teve que tomar um medicamento para agüentar em campo, em entrevista à Sportv. "O jogo é assim: você fica falando e gritando bastante e quando é assim, tomo muito café, principalmente quando o jogo é à noite. Posso tomar café ou chá de camomila, mas se for chá eu durmo", completou.

"O Sport está muito vivo. Tem a próxima partida e vamos buscar a reação. Nosso clube já mostrou no ano passado que pode jogar bem com um placar adverso", do volante Daniel Paulista, que disse acreditar na virada na Ilha do Retiro.

"O Sport é um adversário muito complicado. Eu lembro na Copa do Brasil, que o Corinthians levou uma vantagem e eles conseguiram inverter. Mas pelo menos fizemos um gol, né? E um gol lá obriga eles a terem que fazer três. Essa última bola do Diego na trave foi caprichosa", do técnico Vanderlei Luxemburgo, ao lamentar a última oportunidade de gol da partida.

"Eu já tinha feito essa função em algumas outras oportunidades no Internacional (de Porto Alegre). Também havia jogado como segundo volante e ala direito. O Vanderlei (Luxemburgo) é muito inteligente. Eu tenho característica de voltar e armar, por isso ele optou que eu jogasse de segundo volante, pois tenho facilidade também", do meia Cleiton Xavier, aprovando a atuação na nova função.

Esquema Tático do Palmeiras
4-3-3
Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Danilo e Armero (Jefferson); Pierre, Cleiton Xavier e Diego Souza; Marquinhos (Ortigoza), Willians (Mozart) e Keirrison; técnico: Vanderlei Luxemburgo

Esquema Tático do Sport
3-5-2
Magrão; Igor, César e Durval; Moacir, Hamilton, Daniel Paulista (Luciano Henrique), Paulo Baier e Dutra; Wilson (Andrade) e Vandinho (Ciro); técnico: Nelsinho Baptista

Cartões Amarelos
Palmeiras: Danilo e Pierre
Sport: César, Wilson, Hamilton e Paulo Baier

Cartões Vermelhos
Sport: Hamilton

Árbitro
Sérgio Pezzota (ARG)

Público
23.991 pagantes

Renda
R$ 1.246.726,24

Local
Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)






Em dia de herói, Ortigoza deixa a reserva, é o responsável pela expulsão de Hamilton e marca o gol da vitória alviverde
Em dia de herói, Ortigoza deixa a reserva, é o responsável pela expulsão de Hamilton e marca o gol da vitória alviverde
Foto: AP
Fonte: Terra
publicidade