PUBLICIDADE

Combinação Cruzeiro, Adílson e Mineirão é quase imbatível

15 jul 2009 - 09h51
(atualizado às 14h46)
Publicidade

Dassler Marques


Se conseguir manter o que vem sendo feito nos últimos tempos, dificilmente o Cruzeiro perde a Copa Libertadores nesta quarta-feira, contra o Estudiantes, às 21h50 (de Brasília). O desempenho dentro do Mineirão é a principal característica da equipe sob o comando de Adílson Batista.

Com Adílson no banco de reservas cruzeirense, são 53 partidas disputadas no Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão. O aproveitamento em casa chega a 83%, o que enche de confiança a equipe mineira. Nesta quarta-feira, a expectativa é pela presença de 64 mil torcedores. E basta uma vitória simples para ficar com o título, após o empate sem gols em La Plata.

Em um total de 53 partidas, o Cruzeiro só perdeu seis vezes em seus domínios. Nas duas ocasiões em que foi derrotado em 2009, aliás, o time de Adílson Batista estava com os reservas em campo - contra o Barueri e contra o Atlético-MG, ambos pelo Campeonato Brasileiro.

"Conhecemos mais os espaços para se jogar no Mineirão, ainda mais num gramado tão grande. Quando vim aqui por outros clubes, tinha dificuldade, porque a gente fica perdido, longe do gol, longe do parceiro de ataque. Nós aprendemos a jogar perto, a conhecer os espaços. O torcedor empurra bastante, acho que isso ajuda muito", explicou Kléber ao site oficial do Cruzeiro.

O primeiro jogo de Kléber com a camisa do Cruzeiro, aliás, foi no próprio Mineirão e contra o mesmo Estudiantes. O atacante veio do banco, fez dois gols e acabou expulso logo em seguida, mas com vitória por 3 a 0.

"Comentam até hoje que eu entrei, fiz dois gols e fui expulso. Dizem que só em 14 minutos consegui fazer tudo aquilo, o que poderia fazer em mais? Para mim foi muito importante ter entrado daquela forma, o jogo estava difícil, 0 x 0. De repente se eu tivesse jogado o tempo todo não teria feito nada e de repente perdido o jogo. Tudo começou ali. Está aí o Estudiantes de novo, de repente pode terminar com eles. Espero que a gente seja feliz", acrescentou.

Números no Mineirão em 2008:
32 jogos - 26 vitórias, 2 empates e 4 derrotas

Números no Mineirão em 2009:
21 jogos - 17 vitórias, 2 empates e 2 derrotas

As derrotas no comando de Adílson no Mineirão
13/03/08 - Estadual - Cruzeiro 0 x 1 Rio Branco
07/05/08 - Libertadores - Cruzeiro 1 x 2 Boca Juniors
23/07/08 - Brasileiro - Cruzeiro 0 x 1 Goiás
13/09/08 - Brasileiro - Cruzeiro 0 x 1 Palmeiras
21/06/09 - Brasileiro - Cruzeiro 2 x 4 Barueri
12/07/09 - Brasileiro - Cruzeiro 0 x 3 Atlético-MG

Kléber marca no Mineirão: rotina cruzeirense em 2009 é de vitórias em casa
Kléber marca no Mineirão: rotina cruzeirense em 2009 é de vitórias em casa
Foto: Vipcomm / Divulgação
Fonte: Terra
Publicidade