0

La Champions! Empresário quer "nova Libertadores" até 2019

25 set 2015
09h11
atualizado às 12h24
  • separator
  • comentários

A Copa Libertadores pode deixar de ser a única competição continental interclubes na América do Sul. Isso porque o escritório MP & Silva (Media Partners & Silva Limited), comandado pelo italiano Riccardo Silva, planeja inaugurar, até 2019, uma espécie de Liga dos Campeões das Américas. A ideia é que 64 equipes das Américas do Sul, Central e Norte participem da competição, que deve durar de sete a nove meses.

Em uma primeira menção da ideia, o torneio teria a participação de quatro equipes de México, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Uruguai; além de três times dos Estados Unidos, Costa Rica, Peru e Bolívia. De acordo com o planejado, cada equipe receberia o equivalente a 5 milhões de dólares para participar (R$ 19,9 mi à cotação atual), e o vencedor da competição lucraria cerca de 30 milhões de dólares (R$ 119,7 mi).

Empresário Riccardo Silva quer criar "Champions das Américas" com times dos Estados Unidos até 2019
Empresário Riccardo Silva quer criar "Champions das Américas" com times dos Estados Unidos até 2019
Foto: Vitorio Zunino Celotto / Getty Images

A premiação para o ganhador desse planejado evento supera em muito o que é dado ao campeão da Copa Libertadores. Atualmente, o campeão do torneio sul-americano lucra cerca de R$ 20 milhões, valor que seria pago por participação nessa nova "Champions sul-americana". Ainda assim, o valor da premiação é menor em comparação ao torneio europeu. Na última Champions vencida pelo Barcelona, cada equipe que participou da competição arrendou R$ 34,1 milhões.

Em entrevista ao site da ESPN, Riccardo Silva admitiu que um torneio que conte com a participação de times norte-americanos na América do Sul pode ser uma mola propulsora para o esporte no país. Desde o ano passado, o futebol vem crescendo vertiginosamente nos Estados Unidos, a partir da chegada de grandes nomes do futebol mundial na principal liga.

O presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Luís Segura, ainda se mostrou incerto quanto à aplicação do novo regulamento e da nova forma de disputa do torneio. “Podemos ver isso como um projeto, mas não acredito que esteja perto de ser lançado. Essa ideia de ‘América Champions League’ está mais para um desejo do que para uma realidade. É preciso analisar e ver se serve”, declarou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade