2 eventos ao vivo

Ex-corintiano pega pênalti, La U supera Libertad e desafia Boca

25 mai 2012
00h38
atualizado às 08h23

Campeã da Sul-Americana no ano passado, a Universidad de Chile se confirmou como uma das sensações do continente na noite desta quinta-feira, no Estádio Nacional de Santiago. Com requintes de grande sofrimento para o público chileno, a "La U", como é carinhosamente chamada, venceu o Libertad, do Paraguai, nos pênaltis pelo placar de 5 a 3, depois de novo empate por 1 a 1 no tempo normal, e se garantiu na semifinal da Copa Libertadores da América. O adversário será o Boca Juniors.

» Clique e veja como foi Universidad de Chile 1 (5) x (3) 1 Libertad

Depois de empatar por 1 a 1 fora de casa, a Universidad de Chile buscou encarar o Libertad da mesma forma que os outros times que estiveram no Estádio Nacional de Santiago nos outros compromissos pela Libertadores. A pressão ofensiva exercida pelos chilenos rapidamente resultou na abertura do placar. Aos 17min, Marcelo Díaz, à lá Ronaldinho, cobrou falta rasteiro, surpreendeu a barreira e balançou as redes.

O tento anotado aumentou ainda mais o favoritismo do atual campeão da Copa Sul-Americana no confronto. Entretanto, uma infelicidade defensiva minutos depois acabou com todo o otimismo. Aos 23min, depois de cobrança de falta pelo lado direito, Osvaldo González se atrapalhou e desviou contra a meta defendida pelo ex-corintiano Johnny Herrera. Gol dos visitantes que modificara completamente o panorama do encontro.

Precisando do resultado positivo, a Universidad de Chile aumentou o ritmo ofensivo durante a segunda etapa. Entretanto, como durante boa parte do confronto (inclusive no jogo de ida no Paraguai), o time chileno não conseguiu superar o seguro sistema defensivo dos paraguaios, que se fecharam e procuraram ameaçar a meta dos donos da casa somente em pontuais contra-ataques.

Embora acuado, o Libertad criou a melhor oportunidade de sair com a classificação aos 46min da etapa complementar. Depois de cruzamento oriundo da ponta esquerda, Rodolfo Gamarra, sem marcação, cabeceou com precisão no contrapé de Jhonny Herrera. O ex-corintiano, no entanto, fez uma defesa sensacional e evitou a decisão no tempo normal, levando o compromisso para a decisão por pênaltis.

Extremamente decisivo na parte final do encontro, Herrera voltou a aparecer na decisão por pênaltis. Na terceira cobrança do Libertad, Victor Ayala cobrou no canto direito e viu o ex-corintiano pegar a batida que deixou os chilenos em vantagem no compromisso. Na sequência, além de contar com a frieza de Ruidíaz (protagonista de uma cavadinha), Rodríguez e Lorenzetti converteram as penalidades e fecharam o placar por 5 a 3.

FICHA TÉCNICA

UNIVERSIDAD DE CHILE 1 (5) x (3) 1 LIBERTAD

Gols:

UNIVERSIDAD DE CHILE: Marcelo Díaz, aos 17min do 1º tempo

LIBERTAD: Osvaldo González (contra), aos 22min do 1º tempo

UNIVERSIDAD DE CHILE: Jhonny Herrera; Osvaldo González, José Rojas e Albert Acevedo; Matías Rodríguez, Charles Aránguiz, Marcelo Díaz e Eugenio Mena; Gustavo Lorenzetti, Iturra (Raúl Ruidiáz) e Junior Fernández.
Técnico: Jorge Sampaoli.

LIBERTAD: Rodrigo Muñoz; Carlos Bonet (Rodolfo Gamarra), Cristian Nasuti, Ismael Benegas e Miguel Samudio; Sergio Aquino (JOnathan Santana), Víctor Hugo Ayala, Victor Cáceres e Luciano Civelli; José Nuñez (Néston Camacho) e Pablo Velásquez.
Técnico: Jorge Burruchaga

Cartões Amarelos
UNIVERSIDAD DE CHILE: Charles Aránguiz e Marcelo Díaz
LIBERTAD: Cristian Nasuti, Pablo Velázquez, José Nuñez, Ismael Benegas, Miguel Samudio e Victor Cáceres

Árbitro
Wilmar Roldán (Colômbia)

Local
Estádio Nacional de Santiago, em Santiago (Chile)

Depois de grande sofrimento nos pênaltis, a "La U" avançou à semifinal
Depois de grande sofrimento nos pênaltis, a "La U" avançou à semifinal
Foto: Reuters
Fonte: Terra
publicidade