0

Gremistas fazem avalanche, alambrado cede e torcida cai em fosso

30 jan 2013
23h32
atualizado em 19/6/2018 às 13h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um acidente marcou a comemoração do gol do Grêmio na vitória por 1 a 0 no tempo normal e por 5 a 4 nos pênaltis sobre a LDU, nesta quarta-feira, pela volta da fase preliminar da Copa Libertadores da América. Uma grade de proteção cedeu após os fãs fazerem a avalanche, e dezena de torcedores caíram em um fosso atrás do gol que era defendido pelo goleiro Marcelo Grohe.

Parapeito da arquibancada não resistiu à pressão da avalanche gremista
Parapeito da arquibancada não resistiu à pressão da avalanche gremista
Foto: AFP

O gol tricolor saiu aos 16min do segundo tempo, depois de um primeiro tempo bastante truncado. Elano arriscou um chute cruzado de fora da área e acertou o ângulo do goleiro Domínguez. Do outro lado do estádio, parte da torcida realizou a "avalanche", que havia se tornado tradição no Estádio Olímpico Monumental. O parapeito da Arena, porém, não resistiu à pressão que foi exercida e cedeu em um ponto, resultando na queda de várias pessoas em um fosso e na quebra do muro de concreto onde a proteção estava fixada.

A partida foi interrompida por sete minutos. O telão do estádio mostrou um torcedor que se recuperou e voltou à arquibancada - a aparição foi saudada pelos demais gremistas. Duas mulheres saíram de ambulância, com imobilização cervical e conscientes, a caminho de um hospital da região, enquanto um homem deixou o gramado no veículo médico e foi avaliado ainda nas dependências do estádio. Outros cinco foram atendidos no local, com ferimentos leves.

Os torcedores que ficaram feridos foram Patrícia Bisson, Mariele dos Santos, Felipe Vargas Albuquerque, Camila Espiazi, Diana Finckler, Valdeir Escobar, Gilvan Dias, Michel Diestmann. Depois do acidente, policiais militares fizeram uma "barreira" perto das grades de proteção para evitar que os torcedores descessem novamente as arquibancadas.

A avalanche da torcida tricolor era justamente uma questão de preocupação das autoridades locais antes da inauguração da Arena. Um setor especial foi destinado para a comemoração, com certas ressalvas por parte da Polícia Militar para os jogos não-oficiais em dezembro de 2012 - como a redução da capacidade de 10 mil para 8 mil pessoas, e a instalação de guarda-corpos.

O confronto com a LDU foi a primeira partida oficial da Arena do Grêmio, que havia recebido somente um amistoso contra o Hamburgo, da Alemanha, e o festivo Jogo Contra a Pobreza, organizado pelos ex-jogadores Ronaldo e Zinedine Zidane.

Veja também:

Veja o Top 20 dos maiores artilheiros da história em jogos oficiais
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade