0

Palmeiras perde a 2ª e vê vaga ficar mais longe

3 mar 2009
22h00
atualizado em 4/3/2009 às 01h16

No primeiro compromisso diante de sua torcida na fase de grupos da Libertadores da América, o Palmeiras sofreu a sua segunda derrota em dois jogos disputados e já vê ameaçada a sua classificação para as oitavas-de-final do torneio. Depois de cair em Quito para a LDU, o time alviverde foi batido por 3 a 1 pelo Colo Colo na noite desta terça-feira, no Palestra Itália, e fica em situação delicada na chave 1 da competição.

Líder absoluto e invicto no Campeonato Paulista, o time comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e pelos gols do centroavante Keirrison mais uma vez não conseguiu manter o bom momento na Libertadores e estaciona na lanterna, atrás dos chilenos, da LDU e do Sport, que agora têm três pontos cada, contra nenhum da agremiação paulista.

Dono de uma marca de 13 gols em dez jogos, que já garante o melhor início de um atacante na história do clube alviverde, o camisa nove voltou às redes contra o Colo Colo e quase anotou o empate em seguida, já no segundo tempo. No entanto, o centroavante carimbou o travessão do arqueiro Cristián Muñoz e não evitou a primeira derrota do Palmeiras como mandante na temporada.

Além de ficar para trás no grupo e ver LDU ou Sport abrirem seis pontos de vantagem nesta quarta-feira, o duelo desta noite também recuperou o rival, que viveu momentos conturbados antes do embarque para o Brasil. Derrotado na estréia para os pernambucanos, em Santiago, o time perdeu duas das últimas três partidas no Campeonato Chileno e passou por acusação de um possível boicote ao trabalho do técnico Marcelo Barticciotto.

Derrotado em casa e ouvindo a insatisfação de sua torcida, o Palmeiras sofreu também o sue segundo revés no histórico dos confrontos com o adversário de Santiago. Antes, em 1961, no único encontro entre as equipes, o Colo Colo venceu por 2 a 1 na capital chilena. Já no retrospecto geral contra equipes do país, o time do Palestra Itália segue em vantagem, agora com 11 vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Sem se encontrar em campo, o Palmeiras dominava as ações na primeira etapa, mas quem ameaçou mesmo foram os visitantes, que obrigaram o substituto de Marcos a salvar duas vezes. No entanto, na terceira vez em que chegou com perigo, o Colo Colo abriu o placar em jogada individual de Lucas Barrios e balançou as redes de Bruno, aos 43min de bola rolando.

Na volta dos vestiários, os chilenos souberam aproveitar os contra-ataques e aumentaram a vantagem aos 8min após o reinício. De novo Barrios escapou pela direita, superou a marcação palmeirense e ajeitou para batida de Torres no centro da área, aumentando a frustração da torcida palmeirense.

Aos 25min, o Palmeiras descontou com o seu artilheiro. Depois de levantamento de Cleiton Xavier, o jovem Keirrison surgiu livre no meio da área e testou para as redes. Mas nove minutos depois, logo após entrar em campo, González recebe bom passe de Torres e coloca números finais no marcador.

Gols
Palmeiras: Keirrison, aos 25min do 2º tempo
Colo Colo: Lucas Barrios, aos 43min do 1º tempo, Macnelly Torres, aos 8min, e Sebastián González, aos 34min do 2º tempo

Polêmicas
- Torcida mostrou insatisfação com a má campanha do Palmeiras neste início de Libertadores e não poupou vaias à equipe, principalmente após o apito final. No time que atuou, apenas o volante Pierre foi poupado e teve o seu nome gritado nas arquibancadas, já aos 40min do segundo tempo
- Em meio aos protestos, os palmeirenses ainda dirigiram suas críticas ao elenco. "Não é mole não. Ganhar no domingo virou obrigação", cantavam os torcedores, em referência ao clássico contra o Corinthians, em Presidente Prudente. Além disto, os fãs reclamaram do trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo. "Chega de historinha, o Luxemburgo só ganha o Paulistinha", lembrando também dos fracassos na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro do ano passado

Ponto Forte do Palmeiras
- Atuações de Fabinho Capixaba e Pierre, que conseguiram manter o nível das últimas atuações, mesmo em noite infeliz do Palmeiras

Pontos Fortes do Colo Colo
- Jogadas em velocidade nos contra-ataques, principalmente com Macnelly Torres e Lucas Barrios
- Segurança do meio-campo, que conseguiu anular os palmeirenses Diego Souza e Cleiton Xavier e, mesmo com um jogador a menos desde os 4min d segundo tempo, não correu riscos

Pontos Fracos do Palmeiras
- Falta de criatividade do meio-campo e noite pouco inspirada de Diego Souza e Cleiton Xavier, que não conseguiram municiar o ataque formado por Willians e Keirrison
- Desatenção do trio de zaga formado por Maurício Ramos, Edmílson e Danilo, que assim como ocorreu em Quito, contra a LDU, voltou a mostrar falhas e caiu diante dos chilenos

Ponto Fraco do Colo Colo
- Bolas aéreas em sua defesa, que levaram perigo ao gol defendido por Cristian Muñoz, assim como ocorreu no tento anotado por Keirrison

Personagem do jogo
Lucas Barrios, do Colo Colo

Destaque negativo do jogo
Catimba mostrada pelos jogadores chilenos, principalmente no primeiro tempo, quando o árbitro teve que dar cinco minutos de acréscimos devido às paralisações

Comentários sobre o jogo
"Isso faz parte do futebol. Eles foram reclamar quando não tinha nada acontecendo. E essa é a mesma torcida que vai e fica em décimo no Carnaval", do técnico Vanderlei Luxemburgo, reclamando dos protestos da maior torcida organizada do Palmeiras após o fim do jogo.

"A gente não jogou o futebol que a gente joga. Fizemos muitos cruzamentos, apostamos na bola aérea. Nosso jogo não é assim, só tivemos duas oportunidades. Em uma eu fiz o gol, e em outra joguei na trave", do artilheiro Keirrison, que voltou a marcar pelo Palmeiras, mas não evitou a derrota diante dos chilenos.

"É uma grande equipe, organizada e acabamos errando muito. Sabiamos que era um time técnico, mas acabamos tomando dois gols de contra-ataque", do zagueiro Edmílson, reconhecendo as qualidades da equipe do Colo Colo.

Esquema Tático Palmeiras
3-5-2
Bruno; Maurício Ramos (Jumar), Edmilson e Danilo; Fabinho Capixaba (Lenny), Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza e Marcão (Jefferson); Willians e Keirrison; técnico: Vanderlei Luxemburgo

Esquema Tático Colo Colo
3-5-2
Muñoz; Salcedo, Mena e Riffo; Figueroa, Meléndez, Sanhueza, Torres (Riquelme) e Millar; Lucas Barrios (González) e Carranza (Caroca); técnico: Marcelo Barticciotto

Cartões Amarelos
Palmeiras: Maurício Ramos
Colo Colo: Riffo e Mena

Cartões Vermelhos
Colo Colo: Meléndez

Árbitro
Sergio Pezzotta (Argentina)

Público
23.285 pagantes

Renda
R$ 885.405,00







Jogadores do Colo Colo comemoram vitória fora de casa
Jogadores do Colo Colo comemoram vitória fora de casa
Foto: Marcelo Pereira / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade