0

Pancadaria mancha final da Libertadores

19 ago 2010
00h12
atualizado às 02h54

Uma confusão generalizada manchou a final da Copa Libertadores, logo após o apito final do árbitro Oscar Ruiz, que decretou o segundo título do Inter na competição continental, após vitória de 3 a 2, contra o Chivas Guadalajara, no Beira-Rio.

O zagueiro mexicano Reynoso acertou um soco em um jogador reserva da equipe brasileira. Índio, do Inter, tomou as dores e então teve início a pancadaria, com uma série de golpes e voadoras de jogadores de ambos os lados.

O mesmo Reynoso, durante a partida, havia acertado três socos em Rafael Sobis em um lance de marcação. O clima tenso seguiu com faltas violentas do mexicanos nos minutos finais.

A primeira polêmica do jogo ocorreu no momento da execução do hino nacional brasileiro, quando o atacante mexicano Bautista foi vaiado por quebrar o protocolo e continuar se aquecendo, correndo no campo, enquanto os outros atletas estavam perfilados.

Partida entre Inter e Chivas terminou em briga generalizada
Partida entre Inter e Chivas terminou em briga generalizada
Foto: AP
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade