Fale conosco

 Notícias por e-mail
Brasil
Quinta, 14 de julho de 2005, 18h44 
Curitiba começa a entrar no clima da decisão
 
Elaine Felchacka
Especial para o Terra
 
 Últimas de Brasil
» Brasil perde vaga direta na Copa Libertadores
» Finazzi pode estrear no clássico contra o Paraná
» Luizão "ganha" gol na Libertadores após cinco anos
» Lula critica são-paulinos por cenas de vandalismo
A cidade de Curitiba começa a ganhar as cores do Atlético-PR, vermelho e preto, e a entrar no clima da final da Copa Libertadores da América.

Bandeiras nas janelas, torcedores uniformizados e muitos carros com adereços circulam pelos arredores da Arena.

Nem os bairros conhecidos como redutos dos torcedores do Coritiba, como Alto da XV e Alto da Glória, foram poupados. Vendedores de bandeiras e faixas de campeões se espalham pelas ruas, inclusive próximo ao Couto Pereira.

A movimentação em frente à Arena, que era fraca, começa a ganhar força. A proprietária de um bar dentro do estádio, espera centenas de torcedores.

"Durante todo o dia foi assim, gente passando aqui em frente, vindo conversar. Teve gente que nem conseguiu trabalhar. Mas agora vai começar a concentrar", contou Regina Pichet.

O advogado Augusto Fernandes, foi um dos trabalhadores que abandonaram o escritório. "Eu saí às 15 horas do escritório porque não aguentei. Não consegui nem almoçar", confessou.

Augusto vai ainda mais longe dizendo que nada o tira da Arena. "Já avisei minha secretária que se alguém for preso só vou soltar amanhã", ironiza o advogado criminalista.
 

Redação Terra