Fale conosco

 Notícias por e-mail
Brasil
Sexta, 15 de julho de 2005, 10h52 
Juvêncio diz que dispensas foram fundamentais
 
Saiba mais
» Baixe o pôster do São Paulo campeão
» Todos os resultados
» Os artilheiros
» São Paulo 4 x 0 Atlético-PR
» Comemoração na Paulista termina em violência
» Rogério se emociona com título do time do coração
» Melhor em campo, Amoroso comemora retorno
Galeria de fotos
» Avenida Paulista sofre com vandalismo
» As fotos da partida
» Torcedores fazem a festa no Morumbi
» Jogadores comemoram o tricampeonato
Multimídia
Áudio e vídeo
» Veja como foi a festa são-paulina pelo tricampeonato
» Autuori divide título com antecessores
» Luizão despede-se do São Paulo em grande estilo
» Presidente do São Paulo vai tentar segurar estrelas
» Grafite quer disputar o Mundial Interclubes
» Torcedores reclamam da falta de ingresso
» Veja a tristeza dos atleticanos na Arena da Baixada
» Atleticanos não esperavam derrota tão elástica
» Meta do Atlético-PR é recuperação no Brasileiro
» Torcedores do São Paulo deixam rastro de violência na Avenida Paulista
Fórum
» Envie uma mensagem para os campeões da Libertadores
Sites relacionados
No terra
» Mande um cartão para os seus amigos
» Veja animação dos gols de São Paulo 4 x 0 Atlético-PR
Enquete
Quem foi o melhor em campo na final?
Amoroso
Cicinho
Lugano
Josué

 Últimas de Brasil
» Brasil perde vaga direta na Copa Libertadores
» Finazzi pode estrear no clássico contra o Paraná
» Luizão "ganha" gol na Libertadores após cinco anos
» Lula critica são-paulinos por cenas de vandalismo
Juvenal Juvêncio, diretor de futebol do São Paulo e um dos cotados para assumir o lugar do presidente Marcelo Portugal Gouvêa, ressaltou a determinação e o espírito da equipe, que conquistou a Libertadores, nesta quinta-feira, ao golear o Atlético-PR por 4 a 0.

Confira vídeos da final
Veja fotos da decisão
Baixe o pôster do campeão
Mande uma mensagem para os campeões
Veja animação dos gols

Durante a festa, Juvêncio diz que o time cresceu depois de liberar alguns atletas. "Dispensamos alguns jogadores, que não citarei o nome, em respeito, porque não somavam, não cresciam, não agregavam. Não tinham o espírito guerreiro, de lutador, de homem, de cidadão. E isso o São Paulo hoje tem com tranqüilidade. Não é esta vitória, é toda sua caminhada. Mostramos um time competitivo, forte, mas sobretudo, um time sério", afirmou.

O presidente do São Paulo, Marcelo Portugal Gouvêa, disse que não pretende vender nenhum atleta e prometeu se esforçar para que o grupo seja mantido.

"Não existe nenhum jogador do São Paulo Futebol Clube à venda. O São Paulo não quer vender, quer manter a equipe, mas sabe que às vezes não depende só da nossa vontade. Vamos ficar atento à isso e vamos nos esforçar ao máximo para manter a nossa equipe", garantiu Gouvêa.

O tricampeonato na principal competição de futebol sul-americana, deu ao São Paulo o direito de disputá-la no ano que vem e também de jogar o Segundo Mundial Interclubes da Fifa, que será realizado no fim deste ano.

Com o título da Libertadores, o presidente da equipe paulista conseguiu aquilo que queria. Sair de seu mandato deixando para a próxima administração o título que o São Paulo mais gosta.

"Estou no terceiro ano de mandato, desde o primeiro estava tentando. Conseguimos voltar a disputar a Libertadores, o que não se fazia há 10 anos. Voltamos à Libertadores novamente e conseguimos ganhar. É o coroamento realmente de um trabalho, uma equipe, uma diretoria espetacular que ajuda demais e o São Paulo Futebol Clube é grande e a gente fica feliz porque é o resultado do trabalho", comemorou.


 

Lancepress!