Boletim

 Fale conosco
Libertadores 2006
Quinta, 3 de agosto de 2006, 15h19  Atualizada às 19h22
Gremista, Felipão torce pelo Inter na Libertadores
 
Reinaldo Marques/Terra
Scolari torcerá por uma final brasileira na Libertadores 2006
Scolari torcerá por uma final brasileira na Libertadores 2006
 Últimas de Libertadores 2006
» Jornal: Palmeiras renova com Adidas e alivia atrasos salariais
» Procurador de Finazzi cobra posição da Ponte Preta
» vc repórter: torcida do Inter cumpre promessa após título
» Fernandão divide prêmio com companheiros de Inter
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Gremista confesso, o técnico da seleção de Portugal, Luiz Felipe Scolari, afirmou nesta quinta-feira que torce para o rival Internacional na Copa Libertadores da América.

Veja fotos da entrevista
"Kia já é meu amigo", ironiza Felipão
Felipão: tenho convites para 2008, mas não da Seleção

A equipe colorada enfrenta nesta noite, no Estádio do Beira-Rio, o Libertad, do Paraguai, em jogo válido pela semifinal da competição. Caso conquiste a vitória, enfrentará o São Paulo na decisão.

"Eu vou torcer para o Inter, embora seja gremista. Pela simpatia, amizade com o pessoal de lá, o Abel (Braga, técnico do Inter), mas eles têm uma pedrinha hoje que é o Libertad. Não será fácil", disse Felipão, em entrevista concedida em um hotel localizado na zona sul de São Paulo.

Scolari aproveitou para comentar a respeito da vitória do São Paulo sobre o Chivas, por 3 a 0, na noite da última quarta-feira. Com o resultado, o time tricolor se garantiu na decisão do torneio sul-americano.

"O São Paulo se classificou ontem e é mais uma vez o grande finalista. Eu espero que hoje o Inter passe e novamente tenhamos uma final brasileira", observou Scolari, referindo-se ao duelo entre São Paulo e Atlético-PR na decisão de 2005.

No entanto, apesar da torcida, quando questionado sobre quem seria o campeão da Libertadores caso o Inter se classifique à final, Felipão preferiu adotar a cautela.

"Se o Inter passar pelo Libertad não sei não. É um jogo bem disputado (contra o São Paulo)", opinou o treinador, antes de contar o "segredo" da Libertadores.

"O segredo da Libertadores é o mesmo da Copa do Brasil. Jogar fora e fazer um gol. O segredo é arriscar mais fora do que em casa. Esse é o segredo da Libertadores e da Copa do Brasil. Porque um gol fora de casa vale dois", salientou.

Rogério Ceni

Um dos heróis da classificação são-paulina à final da Copa Libertadores, o goleiro Rogério Ceni tem um fã em especial. Trata-se do próprio Scolari, que mostrou grande admiração pelo camisa 1 da equipe tricolor.

"Em 2002 (durante a campanha do penta) ele foi um cara que me ajudou bastante no grupo da Seleção. Ele sempre foi um dos que tinha sorriso no treinamento, sempre disponível para um bate-papo", lembrou Felipão.

"Eu sou um torcedor do Rogério, um fã do Rogério e torço muito por ele", contou o gaúcho.

Corinthians

Alvo constante de boatos ligados ao Corinthians, Felipão confirmou que já recebeu algumas propostas de Kia Joorabchian, presidente do MSI, para assumir o clube.

Entretanto, ele afirmou que tem muito carinho pelo atual treinador corintiano, Geninho. "Queria dar um abraço no Geninho, que acho um cara sensacional", destacou.

"Se o Corinthians quiser melhorar a equipe (atualmente na lanterna do Brasileiro) tem que manter o Geninho. É uma questão de tempo agora. Eles têm grandes jogadores e um grande técnico", elogiou.

"O Kia já me convidou algumas vezes, mas agora não. Ele sabe que fez um investimento no Geninho e não vai desistir em poucos meses", confirmou Felipão.
 

Redação Terra