Libertadores 2007

Libertadores 2007

Quinta, 21 de junho de 2007, 01h09  Atualizada às 08h47

Para Mano Menezes, título do Boca Juniors foi justo

AFP

Mano deixa campo abatido após fraco desempenho do Grêmio
Enquete

Após derrota na Libertadores, o Grêmio conseguirá se recuperar no Brasileiro?

Sim
Não

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

O técnico do Grêmio, Mano Menezes, considerou justo o título da Libertadores conquistado pelo Boca Juniors, que nesta quarta-feira derrotou o time gaúcho por 2 a 0, no Olímpico, na partida de volta da final da competição.

» Mano: não tínhamos condições de vencer
» Boca Juniors é hexacampeão

» Veja fotos da decisão
» Baixe o pôster do Boca
» Comente a conquista

"(O Boca Juniors) conquistou um título extremamente justo. Fizemos o possível, mas na minha avaliação, depois dos dois jogos, não tínhamos condições de levar o título", disse Mano Menezes. "A diferença (entre os dois times) era muito grande", completou.

"Para conquistarmos o título, nós não tínhamos ainda uma formação ideal para enfrentar o Boca Juniors", declarou Mano. Além de ser derrotado nesta quarta, o Grêmio também perdeu o jogo de ida da final, na Argentina, por 3 a 0.

Além de elogiar o Boca Juniors, Mano Menezes também citou o nome de Riquelme. "Ele (Riquelme) foi marcado como deveria ser. Se ele não fosse todo esse jogador que é, o Boca não investiria US$ 2 milhões em seu empréstimo", declarou.

"Ele (Riquelme) fez a diferença porque é um jogador que tem essa capacidade", declarou Mano Menezes. Autor dos gols do Boca Juniors nesta quarta-feira, o meia foi eleito o melhor jogador das finais da competição.

Mesmo abatido com a perda do título sul-americano, Mano Menezes valorizou o elenco do Grêmio. "Não vamos culpar ninguém. Essa foi a equipe que nos levou à final e nós temos que entender que só poderíamos chegar ao vice-campeonato", analisou.

"Nossa campanha é vitoriosa. Fomos eliminando os adversários, alguns colocados acima da gente, e chegamos à final com uma produção acima do esperado. Não nos frustra ter deixado o titulo escapar", finalizou Mano.

Redação Terra