Libertadores 2008

› Esportes › Futebol › Libertadores 2008

Libertadores 2008

Quarta, 4 de junho de 2008, 23h53 Atualizada às 08h11

De virada, Flu elimina Boca e encara LDU na final

Após sair atrás do placar na noite desta quarta-feira, no Maracanã, o Fluminense soube reagir e eliminou o atual campeão Boca Juniors da edição deste ano da Libertadores da América ao vencer por 3 a 1. O resultado garantiu aos cariocas a inédita vaga na decisão da competição, em que enfrentarão os equatorianos da LDU, que passaram pelo América do México na outra semifinal.

» Fotos de Flu x Boca
» Fotos da torcida do Flu
» Veja o vídeo do jogo Fluminense x Boca
» Confira a artilharia
» Comente a classificação do Flu

Mais uma vez contando com o grande apoio vindo das arquibancadas, a equipe das Laranjeiras conseguiu sair de uma situação adversa, como já havia feito nas semifinais com o São Paulo, e quebrou um tabu que já durava 45 anos, período em que um time brasileiro não conseguia eliminar o Boca Juniors da principal competição interclubes do continente.

Após superar dois dos principais favoritos à conquista do título, São Paulo e Boca Juniors, o Fluminense terá pela frente a LDU na decisão, principal sensação da edição deste ano, que além dos mexicanos, eliminou os argentinos Estudiantes e San Lorenzo.

Beneficiado pela melhor campanha realizada na fase de grupos, os brasileiros terão novamente a vantagem de fazer o confronto final diante de sua torcida, com o Maracanã lotado. A primeira partida, marcada para o dia 25 de junho, ocorrerá em Quito, no Equador, enquanto o jogo que entregará a taça está marcado para 2 de julho, no Rio de Janeiro.

Com a missão de marcar gols no Maracanã para seguir vivo em busca do bicampeonato, o time argentino dominou as ações no primeiro tempo e criou as melhores chances. Logo com 5min após o apito inicial, Dátolo avançou livre pela esquerda e bateu cruzado na área, para desespero do centroavante Palermo que esperava o passe um pouco mais atrás.

A resposta do Fluminense veio logo em seguida, na jogada que seria a mais perigosa do time das Laranjeiras na primeira etapa. Aos 11min, o lateral Gabriel foi ao fundo e cruzou para o meio da área argentina. Entre os zagueiros adversários, Washington conseguiu dominar no peito, mas finalizou sobre a meta defendida por Migliore.

Porém, após o lance, o Boca Juniors retomou o domínio e voltou a ameaçar os donos da casa, quando Palermo aproveitou confusão na área carioca, mas finalizou mal. Na seqüência, o centroavante voltou a aparecer bem ao subir mais que os zagueiros e exigir boa defesa de Fernando Henrique após cabeçada.

Pressionando a saída de bola da formação tricolor, o time argentino visitava com bastante freqüência o campo dos anfitriões e assustou por mais duas vezes antes do final da etapa inicial, parando em boas intervenções do camisa um das Laranjeiras. Na primeira, Fernando Henrique salvou o Fluminense após cruzamento de Dátolo e, na segunda, se esticou para evitar o gol de Palermo, em nova cabeçada.

Na volta do intervalo, o panorama da partida não apresentou mudanças, sempre com o Boca Juniors tomando a iniciativa. E com apenas 3min depois do reinício, Palacio já obrigou Fernando Henrique a trabalhar em um chute da entrada da área. Em seguida, Cícero levou perigo à equipe de Buenos Aires em um chute de fora da área, que passou próxima à trave esquerda do Boca.

De tanto pressionar, os atuais campeões conseguiram abrir o placar aos 12min em jogada iniciada por Dátolo. O meia carregou pela esquerda, conseguiu se livrar da marcação de Gabriel por duas vezes e cruzou para a área com a perna direita. Livre, Palermo tocou de cabeça e venceu o arqueiro tricolor.

Porém, quando a torcida carioca ainda lamentava, a equipe conseguiu o empate. Em sua primeira participação, o atacante Dodô foi derrubado na entrada da área por Paletta. E assim como havia feito na emocionante classificação sobre o São Paulo, Washington salvou o Fluminense ao bater falta com perfeição, acertar o ângulo de Migliore e igualar o confronto.

O gol serviu para incendiar a torcida tricolor, que lotou o Maracanã, e fez com que o Boca Juniors voltasse a esboçar uma pressão sobre os donos da casa. E aproveitando o momento, o Fluminense conseguiu encaixar um rápido contra-ataque e saltar à frente no placar. Aos 25min, Conca avançou pela esquerda e arriscou o chute. Sem direção, a bola acabou desviando em Ibarra e enganou o goleiro do Boca.

Empurrados pela torcida, os comandados do técnico Renato Gaúcho se fecharam mais ainda e passaram a explorar os contra-ataques, mas os argentinos voltaram a assustar com o seu camisa nove. Em cobrança de escanteio de Riquelme, o artilheiro voltou a ganhar da zaga carioca, mas viu Fernando Henrique fazer grande defesa e salvar o Fluminense outra vez.

Na seqüência, aos 28min, o zagueiro Thiago Silva tirou gol certo de Ledesma, ao parar um chute já em cima da linha. Em nova oportunidade, Ledesma tocou de cabeça após cruzamento de Riquelme e carimbou o travessão, aumentando a pressão sobre o time das Laranjeiras.

Porém, acuado em seu campo de defesa, o Fluminense passou a apostar nos contra-ataques e no fôlego novo de Dodô para decidir o confronto e confirmar a sua ida à final. Na primeira investida, o atacante tabelou com Thiago Neves e chutou para fora, desperdiçando boa chance.

Já nos acréscimos, o lateral Júnior César arrancou pela esquerda e tocou na saída de Migliore, parando na trave argentina. Mas na sequência, Dodô conseguiu coroar a boa atuação e fechou o placar. O atacante aproveitou bobeada de Palacio no campo de defesa, interceptou um passe errado, saiu da marcação e empurrou com categoria para o fundo das redes, para em seguida correr para comemorar a classificação.

Ficha Técnica

Fluminense 3 x 1 Boca Juniors

Equipes

Fernando Henrique
Gabriel
Thiago Silva
Luiz Alberto
Júnior César
Ygor
(Dodô)
Arouca
Conca
Thiago Neves
(Maurício)
Cícero
Washington
(Roger)
Migliore
Ibarra
Julio Cáceres
Paletta
Morel Rodríguez
(Boselli)
Battaglia
Vargas
(Ledesma)
Dátolo
(Chávez)
Riquelme
Palacio
Palermo

Técnico:
Renato Gaúcho

Técnico:
Carlos Ischia

Gols

1ºT ----------------- -----------------
2ºT 17min - Washington
25min - Conca
48min - Dodô
12min - Palermo

Cartões amarelos

Fernando Henrique
Gabriel
Júnior César
Arouca
Washington
Riquelme
Palermo

Local

Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Carlos Torres (PAR)
 

Redação Terra

Marcia Feitosa/Fotocom/Divulgação
Washington comemora primeiro gol do Flu diante do Boca no Maracanã
Washington comemora primeiro gol do Flu diante do Boca no Maracanã

Enquete

  • Quem será o campeão da Libertadores?
  • Fluminense
  • LDU
  • Busque outras notícias no Terra