Libertadores 2008

› Esportes › Futebol › Libertadores 2008

Libertadores 2008

Segunda, 7 de julho de 2008, 16h59 Atualizada às 22h10

LDU visita presidente do Equador após feito

Após entrarem para a história ao garantirem o primeiro título da Copa Libertadores da América para o futebol equatoriano, os jogadores da LDU foram recebidos na tarde desta segunda-feira pelo presidente do país, Rafael Correa.

» Veja fotos da comemoração
» LDU supera Flu nos pênaltis e leva Libertadores
» LDU fatura alto com título da Copa Libertadores

O feito inédito foi obtido na última quarta-feira após vitória por 3 a 1 da LDU sobre o Flu nos pênaltis, em pleno Maracanã, após derrota pelo mesmo placar dos visitantes no tempo regulamentar e prorrogação.

O capitão do time, o meia Urrutia, junto do goleiro Cevallos, que defendeu três pênaltis na decisão, apareceram ao lado de Correa na sacada do Palácio Carondelet, em Quito. O mandatário do país segurou e beijou a taça da Libertadores.

No último domingo, a equipe exibiu o troféu à torcida antes da vitória sobre o Emelec por 2 a 0, no Estádio Casa Blanca, em jogo adiado do Campeonato Equatoriano.

Feliz, Correa não economizou nos elogios. "A LDU demonstrou que tudo é possível se tivermos fé em nós mesmos. Acho que este é o melhor ensinamento, o maior exemplo", avaliou.

Para o mandatário, o título dos equatorianos nem precisaria ser decidido nos pênaltis. "A LDU dominou o Fluminense. Poderíamos ter vencido na prorrogação, pois tivemos um gol anulado que foi totalmente legal", disse, criticando a arbitragem.

No segundo tempo da prorrogação, o atacante argentino Claudio Bieler marcou um gol que foi anulado pelo árbitro Hector Baldassi. "Em todo caso, parabéns, campeões. Vocês deixaram toda a pátria feliz", concluiu Correa.

Com informações da agência Gazeta Press.

Redação Terra

EFE
Urrutia (dir) ergue o troféu junto do presidente Correa, no Palácio Carondelet
Urrutia (dir) ergue o troféu junto do presidente Correa, no Palácio Carondelet

Busque outras notícias no Terra