0

Ligação de Del Nero com Marin faz Ronaldo pedir renúncia de presidente da CBF

3 jun 2015
14h32
atualizado às 15h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-jogador Ronaldo pediu nesta quarta-feira a renúncia de Marco Polo Del Nero à presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por causa dos vínculos dos do dirigente com seu antecessor, José Maria Marin, um dos presos no escândalo de corrupção na Fifa.

"Adoraria que (Del Nero) renunciasse, porque não deu grandes exemplos e é evidente a relação que ele tem com o ex-presidente José Maria Marin", declarou o 'Fenômeno' em entrevista coletiva.

Del Nero substituiu Marin no comando da entidade máxima do futebol brasileiro em abril. Antes, era vice-presidente e braço-direito do dirigente preso. No entanto, o ex-mandatário da Federação Paulista de Futebol (FPF) não está na lista de suspeitos conhecida até agora.

Segundo o ex-jogador, é preciso "esperar o resultado das investigações" sobre a corrupção na Fifa. No entanto, Ronaldo indicou que "o futebol precisa de gente honesta".

O 'Fenômeno' descartou assumir algum cargo na diretoria na CBF, mas destacou que está disposto a "colaborar em favor do futebol".

Ronaldo disse temer que o escândalo na Fifa possa estar apenas começando. E, sem fazer referência a Joseph Blatter, que apresentou sua renúncia à presidência da entidade ontem, afirmou que "todo mundo quer um líder no qual as pessoas confiem".

O ex-jogador afirmou que a crise na Fifa é péssima e pediu que todos os responsáveis sejam punidos, expressando confiança que o escândalo servirá para melhorar a gestão do futebol no mundo e no Brasil.

"Neste momento, todos têm um monte de ideias, mas agora é preciso planejar, pensar e esperar pelos fatos para que tudo isso acabe rápido e o mundo do futebol volte à normalidade".

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade