2 eventos ao vivo

Macaé bate Mogi Mirim e aumenta distância para a degola da Série B

23 out 2015
23h12
  • separator
  • 0
  • comentários

O Macaé deu mais um passo para se garantir na Série B do Campeonato Brasileiro ao vencer por 1 a 0 o Mogi Mirim, nesta sexta-feira, no estádio Claudio Moacyr. Com o resultado, os cariocas chegaram a 38 pontos e colocaram nove pontos de distância para o Ceará, primeiro dentro da zona de rebaixamento. Já os paulistas seguem na lanterna e muito próximos de confirmarem o descenso.

O Macaé foi melhor no primeiro tempo e abriu o placar com gol bonito gol de Fernando Neto. No segundo tempo, o Sapo chegou a equilibrar o confronto em alguns momentos, mas não foi capaz de buscar o resultado.

Na próxima rodada, o Macaé terá pela frente o Paraná, na próxima sexta-feira, na capital paranaense. Já o Mogi Mirim vai ter o duelo de desesperados contra o Ceará, no interior paulista, no sábado.

O jogo - O Macaé começou a partida com o intuito de pressionar o Mogi Mirim. No entanto, os paulistas tiveram as melhores chances de abrir o placar nos primeiros minutos. Logo aos três minutos, Keké cobrou falta na área e quase acertou o gol de Rafael. Já aos sete, após cobrança de escanteio, Jô cabeceou, mas viu Diego salvar os donos da casa na linha.

Os lances assustaram os cariocas, que melhoraram na marcação e passaram a dominar o confronto. O Macaé criou sua primeira chance aos 19 minutos. Após cruzamento pela esquerda, Juninho apareceu na segunda trave, mas finalizou para fora, próximo a trave de Daniel. Dois minutos depois foi a vez de Pipico arriscar de fora da área e obrigar o goleiro paulista a fazer grande defesa.

De tanto insistir, o Macaé abriu o placar aos 23 minutos. Fernando Neto recebeu passe na área, driblou um marcador e chutou colocado, no ângulo de Daniel. O gol não mudou o panorama da partida. Os donos da casa seguiram melhores e passaram a aproveitar os espaços dados pelo Mogi Mirim. O Macaé quase fez o segundo aos 29 minutos. Depois de escanteio, Pipico cabeceou na trave esquerda de Daniel, que apenas viu a bola ir para linha de fundo.

Na parte final, os cariocas tiveram mais uma oportunidade de ampliar a vantagem. Gedeil recebeu passe na entrada da área e chutou para grande defesa de Daniel. A partir dai, o duelo diminuiu o ritmo. O Macaé apenas administrou o resultado até o intervalo.

Na etapa final, o Mogi Mirim veio com uma formação mais ofensiva após as substituições feitas pelo técnico Márcio Goiano. No entanto, o que se viu em campo foi a superioridade do Macaé. Os cariocas impediram os avanços dos paulistas e ainda chegavam próximos ao gol adversário. A primeira boa chance do segundo tempo aconteceu somente aos 20 minutos. Diego cobrou falta com perigo, próximo ao gol de Daniel e quase fez o segundo do Macaé.

Só que depois disso, o Mogi Mirim melhorou e equilibrou a partida. Os paulistas quase empataram aos 29 minutos. Frauches desviou finalização e quase colocou para a própria rede. Para a sorte do zagueiro carioca, o goleiro Rafael estava atento e salvou a equipe. A resposta dos donos da casa veio em cabeçada do zagueiro Douglas Assis que passou próximo ao gol de Daniel.

Nos minutos finais, os visitantes ainda esboçaram uma pressão em busca do empate, mas pararam na marcação do Macaé, que apenas se defendeu até o apito final.

FICHA TÉCNICA

MACAÉ 1 X 0 MOGI MIRIM

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)

Data: 23 de outubro de 2015 (sexta-feira)

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: John Herbert Alves Bispo (BA)

Assistentes: José Raimundo Dias da Hora (BA) e Paulo de Tarso Bregalda Gussen (BA)

Renda:R$ 9.455,00

Público: 1.556 pagantes

Cartões amarelos: Anselmo (Macaé); Fábio Sanches, Magal e Dieguinho (Mogi Mirim)

GOL:

MACAÉ: Fernando Neto, aos 23 minutos do primeiro tempo

MACAÉ: Rafael; Igor Julião, Frauches, Thiago Cardoso (Douglas Assis) e Diego; Gedeil (Alisson), Vagner Carioca, Juninho e Fernando Neto; Pipico (Anderson Manga) e Anselmo

Técnico: Josué Teixeira

MOGI MIRIM: Daniel; Dunguinha, Fábio Sanches, Elton e Dieguinho; Magal, Memo e Marlon (Serginho); Ruster (Ortigoza), Keké e Jô (Luís Fernando)

Técnico: Márcio Goiano

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade