0

Mandou a letra! Dinei faz dois gols, e Vitória bate o Náutico de virada

15 set 2013
20h31
atualizado às 20h58

Alívio momentâneo para o Vitória. Contra o lanterna Náutico, a situação chegou a ficar complicada, mas Dinei resolveu. Com dois gols neste domingo no Barradão, um deles de letra, o atacante comandou a virada do Rubro-Negro baiano sobre o Timbu: 2 a 1, pela 21ª rodada do Brasileirão.

Com o resultado, os comandados de Ney Franco chegaram aos 27 pontos, conseguindo uma gordurinha de três pontos para ficar fora da zona de rebaixamento. O Náutico está longe de ter essa sorte, porque permanece estacionado nos nove pontos.

Na próxima rodada, o Vitória enfrenta mais um concorrente direito contra a degola: o Vasco, em São Januário, na quarta-feira. Já o Náutico também enfrenta outro "vizinho" na tabela: a Portuguesa, quinta-feira, no Canindé.

Os dois times fizeram um primeiro tempo franco. Embora a qualidade técnica não tenha sido o forte dos dois times, pelo menos ninguém se omitiu. O Vitória, por ser anfitrião, teve mais audácia no ataque. Mas o problema foi que a saída de bola foi bem travada pela marcação do Timbu, que mais uma vez atuou com três volantes.

Só quando o time pernambucano colocou as manguinhas de fora, arriscando-se mais à frente, é que o Vitória achou espaços nos contra-ataques. E não é que a coragem do Timbu foi recompensada? Tiago Real, aos 14 minutos, deu passe maravilhoso para Hugo, que só tocou entre as pernas de Wilson.

O Vitória não demorou muito para conseguir o empate. Seis minutos depois, Ayrton deu um primor de cruzamento para Dinei, que, mesmo entre dois zagueiros, conseguiu cabecear a bola, cujo destino foi o cantinho da meta de Ricardo Berna.

No segundo tempo, tirou o pé do acelerador e chamou o Vitória para o campo de ataque, especialmente pela queda de produção de Tiago Real. Na primeira metade da etapa final, o Leão teve o controle do jogo, mas sem conseguir uma chance clara para virar o placar.

Mas como "a paciência é uma virtude", o time de Ney Franco foi premiado. E em grande estilo. Dinei, de novo ele, fez o gol da virada. E não foi com uma conclusão qualquer. Depois de uma jogada que começou com um toque de calcanhar de Neto Coruja para Juan, o atacante completou para o gol de letra.

Sem forças, o abatido Náutico ainda teve alguns espasmos na partida, já no desespero. Mas os baianos se seguraram e evitaram o tropeço diante do lanterna.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 2 x 1 NÁUTICO

Local: Barradão, em Salvador (BA)

Data-Hora: 15/9/2013, às 18h30

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves de Lima (RS)

Auxiliares: Frederico Soares Vilarinho (MG) e Carolina Romanholi Melo (CE)

Cartões amarelos: Martinez, Elicarlos (NAU)

Gols: Hugo, 14'/1ºT (0-1); Dinei, 20'/1ºT (1-1); Dinei, 25'/2ºT (2-2)

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel, Cáceres (Neto Coruja, 23'/2ºT, depois Luiz Alberto, 43'/2ºT), Renato Cajá e Marquinhos; Maxi Biancucchi (Vander, 5'/2ºT) e Dinei. Técnico: Ney Franco.

NÁUTICO: Ricardo Berna; Derley, William Alves, Jean Rolt e Bruno Collaço; Elicarlos, Helder (Morales, 27'/2ºT), Martinez e Tiago Real (Pena, 34'/2ºT); Hugo e Jones Carioca (Belusso, 31'/2ºT). Técnico: Levi Gomes

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

publicidade