4 eventos ao vivo

Maradona descarta treinar Venezuela e elogia técnico local

22 jul 2010
16h29
atualizado às 17h10

O técnico da Argentina, Diego Maradona, confirmou que sua viagem para a Venezuela tem como único objetivo uma reunião com o presidente Hugo Chávez, e descartou a possibilidade de treinar a seleção local. O ex-jogador destacou o desenvolvimento do futebol venezuelano, assim como o trabalho de seu colega César Farías como técnico da seleção do país.

"Tudo isso é falso. César Farías é um grande técnico e mostrou isso à frente da Venezuela. Eu só vim me encontrar com o presidente Chávez", disse Maradona em entrevista ao canal esportivo Meridiano Televisión.

Farías renovou seu contrato com a Federação Venezuelana de Futebol (FVF) até 2014, segundo o presidente da entidade, Rafael Esquivel. Já o argentino chegou à capital venezuelana sem confirmar se segue como técnico de sua seleção, assunto discutido desde a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul, após derrota por 4 a 0 para a Alemanha.

Maradona se encontrou com o presidente Hugo Chávez na Venezuela
Maradona se encontrou com o presidente Hugo Chávez na Venezuela
Foto: AP
EFE   
publicidade