2 eventos ao vivo

Melhor do jogo pela 2a vez, Neymar divide mérito com time

19 jun 2013
20h31
atualizado às 20h40

Aplaudido pela torcida e escolhido o melhor jogador da partida pela segunda vez nesta Copa das Confederações, o atacante Neymar preferiu dividir os méritos com seus companheiros de seleção brasileira, após a vitória de 2 x 0 sobre o México, em Fortaleza, nesta quarta-feira.

"Você nunca pode ser mais do que ninguém, independentemente do que você ganha, do que você joga, do que você é. Você é igual a todos, independentemente do que você conquista. A partir do momento que você conquista, aparece a pessoa que vocé é", disse Neymar aos jornalistas, segurando o troféu de melhor do jogo.

"Sempre fui de família, humilde, que gosta de estar com meus amigos. Continuo sendo assim."

Neymar é a principal esperança do Brasil para a conquista da Copa das Confederações e do Mundial de 2014, em casa, mas suas atuações pela seleção vinham sendo questionadas. Nos dois amistosos do Brasil neste mês, contra Inglaterra e França, Neymar não marcou gol e teve performances sem brilho.

Mas, quando começou a Copa das Confederações, o atacante desequilibrou.

Neymar abriu a vitória brasileira contra o Japão com um golaço na estreia no torneio, no sábado, e nesta quarta novamente marcou o primeiro gol do time comandado por Luiz Felipe Scolari, em um bonito chute de perna esquerda.

Ele ainda fez linda jogada pela esquerda, passando para Jô completar o marcador contra os mexicanos e deixou o estádio do Castelão muito aplaudido.

"A gente fica feliz em ver que a equipe está crescendo. Isso aconteceu por causa do entrosamento, a gente vai conhecendo o companheiro", explicou o jogador de 21 anos, que trocou o Santos pelo Barcelona pouco antes da competição.

"Nosso ambiente é muito bom. Parece que a gente se conhece desde pequeno e a gente fica muito feliz por isso", completou.

O técnico Felipão, que defendeu o jogador mesmo quando ele não estava jogando tudo que podia, voltou a elogiar Neymar.

"O Neymar é um jogador que sabemos que pode ser um dos três melhores do mundo aos 21 anos, isso é fantástico. Agora é hora de mostrar tudo que ele sempre mostrou no Santos", disse o treinador, que comentou também a questão tática do atacante.

"Mérito de quem trabalhou com ele, está com a parte tática muito evoluída."

A seleção brasileira encerra sua participação na primeira fase da Copa das Confederações diante da Itália, no próximo sábado, em Salvador.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade