PUBLICIDADE
Logo do

Coritiba

Meu time

Cara de pau? Léo Moura pede rescisão amigável dos Strikers

Lateral fica apenas quatro meses nos EUA e se diz "sem condições de continuar" lá, mas tenta acerto com Coritiba

29 jun 2015 18h31
| atualizado às 19h21
ver comentários
Publicidade

Em meio a tanta confusão, o lateral direito Léo Moura tenta acertar a saída do Fort Laudardele Strikers, dos Estados Unidos, para assinar contrato com o Coritiba. O jogador, ex-Flamengo, enviou uma carta solicitando a rescisão amigável e o envio da Transferência Internacional.

O estranho é que na carta, postada por ele mesmo nas redes sociais, Léo Moura não especifica o motivo do pedido de desligamento, só se diz "sem condições de continuar prestando serviços" ao time e tenta se livrar de uma possível multa contratual, apesar de "ser capaz de defender outro clube durante esta temporada e mesmo que haja interesse de algum clube do Brasil em contar com meus serviços".

Léo Moura tenta escapar de uma possível multa por quebra de contrato com equipe americana
Léo Moura tenta escapar de uma possível multa por quebra de contrato com equipe americana
Foto: Luciano Belford / Agência Eleven/Gazeta Press

Léo Moura está no Brasil e tentou voltar ao Flamengo, mas o ex-clube disse não. O jogador abriu negociação com Fluminense e Vasco da Gama, dois ex-clubes na carreira do latetal, mas não aconteceu a assinatura de contrato. O time das Laranjeiras não entrou em acordo, enquanto o Vasco chegou a anunciar o jogador, mas ele recuou.

O Coritiba apareceu no caminho do lateral e ele foi a Curitiba, fez exames, tirou fotos, mas foi informado pela CBF que não poderia atuar em um terceiro clube na temporada. Com isso, Léo Moura tenta a liberação para buscar na justiça o direito de trabalhar, alegando que está livre e sem vínculo empregatício.

Caso não consiga êxito, Léo Moura só poderá voltar aos gramados em 2016.

Fonte: Fazevedo Produções Artísticas e Eventos Ltda Fazevedo Produções Artísticas e Eventos Ltda
Publicidade
Publicidade