0

Mesclando juventude e experiência, Málaga supera Porto com um a mais

13 mar 2013
18h40
atualizado às 18h53

Estreante na Liga dos Campeões, o Málaga contou com a experiência para garantir a classificação para as quartas de final. Nesta quarta-feira, Roque Santa Cruz entrou no segundo tempo para selar a vitória por 2 a 0 sobre o Porto, que compensou a derrota por 1 a 0 em Portugal e manter viva a primeira participação do time andaluz na maior competição europeia.

No entanto, a juventude também teve participação decisiva na vitória espanhola. O jovem meia Isco, de 20 anos, fez jus à sua reputação ascendente como uma das principais revelações europeias e abriu o placar com um golaço aos 42 minutos do primeiro tempo, girando na área e acertando uma bomba no ângulo de Helton.Logo aos três minutos do segundo tempo, Defour recebeu o segundo cartão amarelo por falta sobre Joaquín e o Málaga aproveitou a vantagem numérica, passando a dominar e chegando ao segundo gol com Roque Santa Cruz, que cabeceou uma cobrança de escanteio de Isco aos 32 minutos.

Enquanto o Málaga teve um gol de Saviola anulado ao segundo tempo, o Porto teve dois tentos anulados na etapa final, um do zagueiro brasileiro Maicon e outro do artilheiro colombiano Jackson Martínez, que perdeu uma chance clara. No entanto, o time andaluz garantiu a classificação e espera o sorteio de sexta-feira para descobrir seu adversário nas quartas de final.

O jogo - Atuando fora de casa, o Porto começou com o domínio da posse de bola e levou perigo aos nove minutos com Danilo, que recebeu de Varela pela direita da área e bateu forte por cima do gol. O Málaga respondeu dois minutos depois com cabeçada de Júlio Baptista.

Depois disso, porém, o jogo passou por um momento truncado e com poucas jogadas ofensivas de cada time. O time espanhol começou a melhorar na partida depois dos 30 minutos, exigindo boa defesa de Helton em finalização forte de Antunes aos 34.

Melhor na partida, a equipe andaluz balançou as redes aos 40 minutos, quando Saviola empurrou a bola com o gol livre após dividida entre Júlio Baptista e Helton, mas o tento foi anulado por falta do meia brasileiro. O Málaga, no entanto, não demoraria a confirmar o gol. Aos 42 minutos, Isco recebeu na intermediária, girou com categoria e acertou uma bomba no ângulo de Helton para abrir o placar com um golaço.

Logo no começo do segundo tempo, aos três minutos, mais uma boa notícia para os espanhóis: o meia belga Defour cometeu falta dura sobre Joaquín e recebeu o segundo cartão amarelo. O Málaga aproveitou e tomou o domínio do jogo, passando a pressionar o Porto no ponto defensivo. Com um a menos, a equipe portuguesa não conseguia mais levar perigo ao gol adversário e encontrava dificuldades em sair da própria área.

A equipe teve duas grandes chances no começo da etapa final. Aos 12, Otamendi cortou mal um cruzamento e deixou a bola com Saviola na área, mas se recuperou para impedir o gol do atacante. Cinco minutos depois, o argentino do Málaga apareceu novamente ao dar passe em profundidade para Isco na pequena área. O meia superou Helton de carrinho, mas acertou a trave.

No entanto, a partir dos 25 minutos, o Porto reequilibrou a partida e quase conseguiu o gol da classificação aos 30, quando Lucho González cobrou falta na área e Jackson Martínez apareceu sozinho para desviar, mas mandou a bola por cima do gol.

Aos 30 minutos, o artilheiro do Porto, o colombiano Jackson Martínez, perdeu grande oportunidade ao aparecer sozinho na área após cobrança de falta de Lucho González e desviar por cima do gol. O erro não foi perdoado pelo Málaga, que chegou ao gol que garantia a classificação dois minutos depois. Isco cobrou escanteio e Roque Santa Cruz, que entrou quatro minutos antes, apareceu para cabecear e balançar as redes.

O Porto foi para cima e teve dois gols anulados, um com Maicon cabeceando após cobrança de falta aos 35 minutos e outro com Jackson Martínez dominando na área e chutando para o gol aos 42, ambos por impedimento.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade