0

Messi confia em assessores para resolver problema com fisco espanhol

17 jul 2013
12h04
atualizado às 12h36

Lionel Messi está otimista que seus assessores vão resolver os problemas que ele enfrenta com o fisco espanhol, após o jogador e seu pai terem sido acusados de sonegação no mês passado.

O argentino e seu pai Jorge, que negaram ter cometido qualquer irregularidade, foram acusados de terem sonegado mais de 4 milhões de euros (5,3 milhões de dólares) em declarações de imposto de renda entre 2006 e 2009.

A promotoria pública para crimes fiscais da Catalunha disse que os contratos de direito de imagem de Messi foram camuflados através de um complexo esquema de empresas de fachada em Uruguai, Belize, Suíça e na Grã-Bretanha.

"Estou muito calmo", disse Messi, que vive em Barcelona desde 2000 e obteve a cidadania espanhola em 2005, em uma entrevista coletiva nesta quarta-feira após um treino do time catalão.

"Eu nunca toma conta desse tipo de coisas e nem meu pai", acrescentou o jogador, de 26 anos.

"Temos nossos advogados e nossos administradores de bens para tomar conta disso, e nós confiamos neles e eles irão resolver isso. A verdade é que não sei nada sobre isso, porque nós temos pessoas responsáveis por cuidar disso."

Messi é um dos atletas mais bem pagos do mundo, com ganho anual superior a 20 milhões de dólares em salários e bônus, de acordo com a revista Forbes. Ele também ganha 21 milhões de dólares em acordos de patrocínio com empresas como Adidas, PepsiCo e P&G.

(Por Iain Rogers, em Madri; Reportagem adicional de Elena Gyldenkerne, em Barcelona)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade