0

Messi marca golaço, e Barcelona abre boa vantagem contra Bayern

6 mai 2015
18h00
atualizado às 18h07
  • separator
  • 0
  • comentários

Repetindo a semifinal da temporada 2012-13 da Liga dos Campeões, o Barcelona recebeu o Bayern de Munique no Camp Nou e, desta vez, foi mais feliz que o adversário. Após ver Neuer brilhar na primeira etapa e fazer grandes defesas, Messi apareceu na segunda etapa com dois gols e uma assistência para Neymar, fazendo com que os anfitriões vencessem a primeira partida que dá uma vaga na grande final do campeonato de clubes mais importante da Europa por 3 a 0.

Com este resultado, os catalães podem perder por até dois gols de diferença que, mesmo assim, vão enfrentar Juventus ou Real Madrid na decisão da competição. O duelo de volta está marcado para a próxima terça-feira, às 15h45, na Allianz Arena, em Munique, casa da equipe bávara.

Antes de voltarem a se enfrentar, as equipes voltam a jogar por suas competições nacionais. No próximo sábado, às 13 horas (de Brasília), o Barcelona recebe a Real Sociedad, pela 36ª rodada do Campeonato Espanhol, para se manter na ponta da tabela. No mesmo dia, mas às 10h30 (de Brasília), em casa, o Bayern de Munique encara o Augsburg apenas para cumprir tabela.

Os donos da casa foram representados por Ter Stegen; Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Xavi) e Iniesta (Rafinha); Messi, Suárez e Neymar. Já os visitantes atuaram com Neuer; Rafinha, Boateng, Benatia e Bernat; Lahm, Xabi Alonso, Thiago e Schweinsteiger; Lewandowski e Muller (Gotze).

O jogo - Apesar de não ter surpreendido na escalação, o técnico Pep Guardiola inovou no esquema tático durante a partida, alternando entre os sistemas com três e com quatro defensores. Porém, mesmo assim, o Barcelona começou melhor o duelo, se aproveitando dos erros da linha de impedimento adversária. Aos 11 minutos, Suárez recebeu lançamento sozinho no campo de ataque, invadiu a área e, cara a cara com Neuer, finalizou rasteiro, mas o arqueiro, com a perna direita, fez grande defesa.

Logo em seguida, o atacante uruguaio apareceu bem novamente e cruzou para Neymar, que, dentro da área, conseguiu tocar a bola em direção ao gol, mas o compatriota Rafinha acabou salvando em cima da linha. A resposta do Bayern veio aos 17 minutos com Lewandowski. O polonês segurou bem a jogada no ataque, tocou para Muller, que cruzou para o próprio camisa 9. Entretanto, o centroavante mascarado não conseguiu chegar inteiro no lance e acabou tocando a bola para fora.

O duelo continuou corrido, com poucos minutos de bola parada e com as equipes disputando cada segundo de posse de bola. Assim, a jogada de mais perigo antes do término do primeiro tempo aconteceu aos 39 minutos, quando Iniesta, em um lindo passe, deixou Daniel Alves cara a cara com Neuer. O brasileiro tentou o chute cruzado, mas o goleiro, mais uma vez, fez uma grande defesa e evitou o gol adversário.

Após o intervalo, as equipes voltaram com a marcação mais forte, tornando o jogo um pouco mais violento, tanto que o árbitro teve que aplicar cinco cartões amarelos em menos de 25 minutos. Assim, a qualidade do confronto caiu e a única grande jogada até os trinta minutos foi do Bayern de Munique, quando Thiago tentou o arremate da entrada da área e a bola desviou na defesa e quase enganou Ter Stegen.

A partir de então, o argentino Lionel Messi começou a tomar conta do jogo. Aos 32 minutos, ele recebeu passe de Daniel Alves, ajeitou o corpo e, de fora da área, soltou a bomba de esquerda para estufar as redes do Camp Nou. Em desvantagem, Guardiola tratou de colocar Gotze no jogo para tentar deixar o ataque da equipe alemã mais rápido.

Entretanto, três minutos mais tarde, em um lance de genialidade, Messi marcou seu segundo gol no confronto. O argentino disparou em velocidade, deu um drible desconcertante em Boateng, e, cara a cara com Neuer, deu um toque de cobertura para aumentar a vantagem dos anfitriões.

Deste modo, o Bayern se mandou ainda mais para o ataque nos minutos finais, tentando diminuir o estrago que Messi tinha causado. Assim, já nos acréscimos da partida, Suárez puxou contra-ataque, tocou para Messi, que lançou Neymar e o brasileiro, sozinho com Neuer, tocou por baixo das pernas do goleiro, sacramentando a vitória do Barcelona por 3 a 0.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade