Mundial de Clubes

publicidade
13 de dezembro de 2012 • 10h20 • atualizado às 10h21

Chelsea passa fácil pelo Monterrey e encara Corinthians em decisão

Chelsea fez jogo tranquilo e venceu os mexicanos do Monterrey por 3 a 1
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Não houve zebras na semifinal do Mundial de Clubes. Favorito absoluto à vaga na decisão, o Chelsea venceu facilmente o Monterrey por 3 a 1 nesta quinta-feira, em Yokohama, e se credenciou a disputar o título no domingo diante do Corinthians, que passou pelo Al Ahly (1 a 0) na quarta. Os espanhóis Juan Mata e Fernando Torres abriram caminho para a vitória do clube inglês, enquanto o mexicano Chávez fez contra. No fim, De Nigris marcou o gol de honra.

O Chelsea dominou totalmente o início do jogo até abrir o placar com Mata, após bela jogada de Oscar e Ashley Cole. Depois, diminuiu o ritmo e viu o Monterrey crescer na partida. No segundo tempo, porém, dois gols em cinco minutos liquidaram a fatura. Jogadores do Corinthians acompanharam o jogo e deixaram o estádio faltando poucos minutos para o apito final, sem ver o gol mexicano.

A grande final está marcada para as 8h30 (de Brasília) deste domingo, também no Nissan Stadium, em Yokohama.

O jogo

O Chelsea surpreendeu em sua escalação com o zagueiro brasileiro David Luiz atuando como volante, deixando Ramires no banco. O time inglês tomou o controle da partida logo no início, com muitas trocas de passes e marcação agressiva no campo de ataque, enquanto o Monterrey se postava com dez atletas atrás da linha da bola. Aos 3min, David Luiz recebeu de Oscar e arriscou de longe, para fora.

Mostrando-se à vontade na nova função, David Luiz acertou lindo passe para Hazard aos 5min, mas o meia belga bateu para fora cara a cara com o goleiro Orozco. Quatro minutos depois, Hazard driblou dois mexicanos pela esquerda e cruzou para Oscar, que dominou mal e permitiu a chegada da zaga rival.

O domínio era inteiro do Chelsea, que trocava passes à vontade e não deixava o Monterrey jogar. Aos 12min, Oscar correu para interceptar passe errado da defesa e quase marcou, mas Orozco saiu para salvar. Com 16min, enfim saiu o gol: Oscar deu passe de calcanhar para Ashley Cole pela esquerda, e o lateral encontrou Mata sozinho na área. O espanhol finalizou bem de pé esquerdo e balançou as redes.

Depois do 1 a 0, o Chelsea abandonou a marcação pressão e passou a apertar só a partir da intermediária. Foi a senha para o Monterrey entrar no jogo e mostrar que também tinha qualidade. Aos 26min, Cardozo se livrou do lateral Azpilicueta na ponta esquerda e cruzou para De Nigris, que se antecipou a Cech, mas cabeceou por cima.

Crescendo no jogo, o time mexicano trocava passes e apostava principalmente nas jogadas pelas pontas, já que os laterais do Chelsea frequentemente ficavam isolados em situações de 2 contra 1. O time inglês recuou e teve menos posse de bola no fim do primeiro tempo, mas o Monterrey não conseguiu nenhuma outra chance clara contra o gol de Cech.

O segundo tempo começou com o Chelsea em ritmo totalmente diferente. O time inglês acelerou seu jogo e abriu o placar logo com 17 segundos: Hazard fez ótima jogada pela esquerda e deixou para Torres, que bateu e contou com desvio na zaga para fazer 2 a 0. Três minutos depois, mais um: Torres deu belo passe para Mata, que cruzou rasteiro e viu o lateral Chávez desviar contra a própria meta.

Com três gols de vantagem, o Chelsea novamente tirou o pé e recuou a marcação. Mas o Monterrey parecia abalado com o início avassalador de segundo tempo do rival, e concedia cada vez mais espaço para os contra-ataques azuis. Com 17min, Benítez sacou David Luiz, que teve ótima atuação no meio-campo, para a entrada do veterano Lampard, recentemente recuperado de lesão.

Já praticamente definida, a partida seguiu em ritmo morno. O Chelsea gastava o tempo e via o Monterrey ameaçar pouco; aos 25min, Delgado tentou de fora da área, mas Cech pegou firme. Benítez trocou Mata e Torres por Paulo Ferreira e Victor Moses, aumentando o poder de marcação dos europeus. Já nos acréscimos, De Nigris escapou pela direita e bateu na saída de Cech para descontar, mas já não havia tempo para qualquer reação.

FICHA TÉCNICA

Chelsea 3 x 1 Monterrey

Gols
Chelsea: Mata, aos 16min do 1º tempo; Torres, aos 17s, e Chávez (contra), aos 3min do 2º tempo
Monterrey: De Nigris, aos 47min do 2º tempo

Chelsea: Cech; Azpilicueta, Cahill, Ivanovic e Ashley Cole; Mikel e David Luiz (Lampard); Mata (Paulo Ferreira), Oscar e Hazard; Torres (Moses). Técnico: Rafa Benítez

Monterrey: Orozco; Pérez (Osorio), Basanta, Mier e Chávez; Meza (Solís) e Ayoví; Corona, Delgado (Carreño) e Cardozo; De Nigris. Técnico: Victor Vucetich

Árbitro
Carlos Vera (Equador)

Local
Nissan Stadium, Yokohama (Japão)

Terra