0
Logo do Mundial de Clubes
Foto: terra

Mundial de Clubes

Internacional celebra 5 anos do título do Mundial de 2006

17 dez 2011
16h08
atualizado às 16h21
  • separator

O grande objetivo do Internacional em 2012 é conquistar a Copa Libertadores pela terceira vez, ter novamente a oportunidade de disputar o Mundial de Clubes e repetir um feito que completa neste sábado, dia 17 de dezembro de 2011, exatos cinco anos. Neste dia, o time colorado derrotava o badalado Barcelona de Ronaldinho Gaúcho, Deco, Iniesta e Xavi por 1 a 0, com gol de Adriano Gabiru, e pintava o mundo de vermelho. Era o título mais importante da já centenária história colorada.

Após conquistar a sua primeira Libertadores, o Inter perdeu jogadores como Bolívar, Tinga, Jorge Wagner e Rafael Sobis, que foram negociados com o futebol. Mas a base foi mantida. Clemer, Índio, Fabiano Eller, Edinho, Alex, Iarley e Fernandão teriam a responsabilidade de comandar o Inter no Mundial. E aquele Internacional ainda tinha os atacantes Luiz Adriano e Alexandre Pato, revelações do clube, para conquistar o mundo. E eles conquistaram.

Nas semifinais daquele Mundial, o Inter sofreu para superar o Al-Ahly, do Egito, por 2 a 1. Alexandre Pato e Luiz Adriano marcaram os gols que garantiram o Inter na final. Já o Barcelona não teve a mesma dificuldade do seu futuro rival: goleou o América do México por 4 a 0. Adriano Gabiru, herói colorado, lembrou que o triunfo do Barça deixou o Inter ainda mais ciente do tamanho da responsabilidade que teria pela frente.

"O Barcelona atropelou o time do México e nós ficamos ainda mais preocupados (risos). Ficávamos nos perguntando como faríamos para vencer aquele time. Mas no fim deu tudo certo, pois nossa postura era de um time vencedor. Não tivemos medo de errar. Encaramos o Barcelona de frente e tivemos sucesso", disse Gabiru.

Na finalíssima, o Inter teve uma grande atuação. O lateral-direito Ceará anulou Ronaldinho, revelado no maior rival do Inter. Perfeito taticamente, o time colorado não sentiu a pressão de enfrentar o Barcelona. No entanto, o gol tardou a sair.

Fernandão, capitão colorado, foi substituído, com cãibras, aos 30 minutos do segundo por Gabiru, que não gozava de prestígio junto ao torcedor. Mas foi justamente ele que marcou o gol do título. Após chutão de Índio e passe perfeito de Iarley, Gabiru venceu o goleiro Valdés e celebrou o maior momento de sua vida. E do Internacional.

"Foi muito emocionante marcar aquele gol em um dia que ficará marcado para sempre na memória de todos que tanto se dedicaram naquele Mundial. Nós merecíamos aquele título. Trabalhamos muito, fizemos um jogo perfeito taticamente e conquistamos um título que muitos já consideravam como sendo do Barcelona", disse o apoiador.

Fernandão, o jogador que teve a honra de levantar a taça do Mundial, destacou que o Inter sempre acreditou que a conquista do título era possível. "Nós acreditávamos o tempo todo que poderíamos ser campeões. Em nenhum momento pensamos que não daria. O grupo foi muito unido", destacou o hoje diretor técnico de futebol do Inter ao site oficial do clube.

INTERNACIONAL 1 X 0 BARCELONA


Local: Estádio Internacional de Yokohama, Japão (JAP)
Data: 17/12/2006
Árbitro: Carlos Batres (GUA)
Auxiliares: Carlos Pastrana (HON) e Leonel Leal (COS)
Público: 67.128 (Total)
Cartões amarelos: Índio, Iarley e Adriano Gabiru (INT); Thiago Motta (BAR)
Gol: Adriano Gabiru, 36'2T(1-0)

INTERNACIONAL: Clemer; Ceará, Índio, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Edinho, Wellington Monteiro, Alex (Vargas) e Fernandão (Adriano Gabiru); Alexandre Pato (Luiz Adriano) e Iarley - Técnico: Abel Braga.

BARCELONA: Valdes; Zambrotta (Beletti), Rafa Márquez, Puyol e Van Bronckhorst; Thiago Motta (Xavi), Iniesta e Deco; Giuly, Gudjohnsen (Ezquerro) e Ronaldinho - Técnico: Frank Rijkaard.

Adriano Gabiru marcou o gol do único título mundial da história do Inter
Adriano Gabiru marcou o gol do único título mundial da história do Inter
Foto: Getty Images

Veja também:

Pelé é superestimado? Editor do L! avalia polêmica criada por site inglês
Fonte: Lancepress!
publicidade