0

Na 4ª divisão, ex-santista "joga só por prazer" e visa carreira como agente

1 ago 2013
12h51
atualizado às 12h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Lesionado, atacante Rodrigão ainda não pôde estrear pela Portuguesa Santista; jogador já pensa em virar agente após encerrar a carreira</p>
Lesionado, atacante Rodrigão ainda não pôde estrear pela Portuguesa Santista; jogador já pensa em virar agente após encerrar a carreira
Foto: Klaus Richmond / K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME

O ex-atacante do Santos Rodrigão vive a expectativa de estrear pela Portuguesa Santista na quarta divisão do Campeonato Paulista. Em recuperação de leve lesão ligamentar no joelho direito, o experiente camisa 9, que está com 35 anos, garante que, atualmente, só joga "por prazer" já que vê o futebol atual como "menos lucrativo". O jogador ainda confessou ambicionar virar agente de atletas quando se aposentar, mas espera mostrar uma nova face no meio.

"Estou em recuperação de lesão no ligamento colateral media do joelho, mas ainda não projeto parar, pois me sinto bem fisicamente para jogar", garantiu Rodrigão, anunciado há cerca de dez dias como principal reforço do clube da Baixada Santista para a segunda fase do estadual.

"Vim, mas, sinceramente, não tenho mais retorno financeiro (como atleta). Sei dos problemas e dificuldades dos clubes dessa divisão, então jogo por prazer, porque gosto. Hoje, financeiramente, o futebol (em divisões inferiores) não é tão lucrativo. Recebi uma proposta de um clube da Série B, mas falei com um amigo que está com mais de dois meses de salários atrasados e as bases nem são tão superiores. Desse jeito não dá", explicou.

O experiente atleta tem no currículo passagens por Palmeiras, Atlético-PR, Internacional, Vitória, pelo Saint-Etienne, da França, e já se prepara para o pós-carreira.

"Estou me preparando, fui convidado para ser gerente executivo no Aymoré (clube do Sul em que atuou no primeiro semestre), mas não topei. Quero seguir no futebol, sempre me dediquei a isso, então penso em ser gerente ou, principalmente, agente, mas um agente diferenciado. Não quero ser um negociador, mas, sim, um orientador que acompanha o atleta", disse.

O reforço só acompanhou da arquibancada a derrota por 2 a 1 da Portuguesa Santista para o Tanabi, nesta quarta-feira, no Estádio Ulrico Mursa. A equipe, agora, volta a jogar no domingo, diante da Matonense, também como mandante.

Fonte: K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade