3 eventos ao vivo

No Azteca, América tenta reverter vantagem do Cruz Azul e sair campeão

25 mai 2013
17h13

O América contará neste domingo com o tradicional e lendário estádio Azteca lotado para tentar reverter a vantagem do Cruz Azul e sair campeão do Torneio Clausura 2013, o que faria com que o time igualasse o recorde de títulos do país.

O Cruz Azul venceu o jogo de ida por 1 a 0, na última quinta-feira, no Estádio Azul, e agora precisa apenas empatar para conquistar o nacional pela nona vez, a primeira desde o Torneio de Inverno de 1997.

Já o América tem que vencer por dois gols de diferença para chegar a 11 troféus nacionais em sua galeria e se igualar ao Chivas Guadalajara como clube dominante no país. Caso vença por um gol de frente, a decisão será nos pênaltis.

Os dois times se classificaram para a disputa da Liga dos Campeões da Concacaf, que dá uma vaga para a próxima edição do Mundial Interclubes.

No Cruz Azul, os destaques são o meia Christian Giménez, autor do gol na partida de ida, e o goleiro Jesús Corona, que garantiu o triunfo com suas defesas. O centroavante Mariano Pavone, com 13 gols marcados, é o artilheiro do time na competição.

O ponto forte do time Guillermo Vázquez é a ofensividade. Foram 35 gols marcados na competição até agora, 19 deles como visitante, o que dá ainda mais uma esperança para sua torcida.

Ja o América não vive um jejum tão grande, mas não sabe o que é ser campeão nacional desde o Clausura de 2005. A equipe do treinador Miguel Herrera aposta nos gols do atacante Christian Benítez, que tem 17 e é o artilheiro do campeonato, para voltar a triunfar.

Benítez marcou de 50% do total da equipe. Além dele, quem também chama a atenção é o jovem atacante Raúl Jimenez, que balançou a rede dos adversários nove vezes. A defesa também é outro ponto a ser elogiado, já que sofreu apenas 15 gols até a decisão.

O América tentará fazer valer seu retrospecto de viradas em finais. Foram quatro ocasiões de desvantagem após a primeira partida, e a reversão aconteceu em três delas.

Prováveis escalações:.

América do México: Muñoz; Layún, Rodríguez, Mosquera e Diego Reyes; Aldrete, Molina, Medina e Sambueza; Jiménez e Benítez. Técnico: Miguel Herrera.

Cruz Azul: Corona; Dominguez, Pereira, Perea e Flores; Torrado, Castro, Giménez e Barrera; Gutiérrez e Orozco. Técnico: Guillermo Vázquez.

Árbitro: Paul Enrique Delgadillo, auxiliado por José Luis Camargo e Alberto Morín.

Estádio: Azteca, na Cidade do México (México).

EFE   
publicidade