7 eventos ao vivo

No Brasil para o prêmio Laureus, Del Bosque admite preocupação com Barcelona

10 mar 2013
20h37
atualizado às 22h27

No Brasil para participar da cerimônia de entrega dos Prêmios Laureus, que acontecerá no Rio de Janeiro, o técnico da seleção espanhola, Vicente del Bosque, mostrou preocupação neste domingo com as partidas de equipes espanholas nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

"Na terça e quarta-feira teremos partidas muito importantes para Barcelona e Málaga. É muito grande a influência que estes resultados têm para a seleção, porque se o Barcelona for eliminado, os jogadores chegariam mais abatidos", disse o treinador, se referindo aos jogos dos dias 22 e 26, contra Finlândia e França, pelas Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2014.

Del Bosque, no entanto, mostrou otimismo sobre as chances de classificação do Barcelona, que perdeu no jogo de ida para o Milan, por 2 a 0. "É difícil, mas acho que são capazes de conseguir. É importante que se classifiquem, como fez o Real Madrid, diante do Manchester United, porque o Barcelona é a base da nossa seleção".

Sobre o Málaga, que perdeu o jogo de ida para o Porto, por 1 a 0, o treinador garantiu que nada está perdido. "Olhando para os interesses do futebol espanhol, tomara que se classifiquem", disse o atual campeão do mundo e europeu de seleções.

Del Bosque convocará sua seleção na próxima sexta-feira, para os jogos contra Finlândia e França. Na entrevista coletiva, que concedeu junto com os ex-jogadores e técnicos Bobby Charlton e o alemão Franz Beckenbauer, o espanhol não escondeu a satisfação pela fase atual do futebol de seu país.

"É uma trajetória de seis anos como número 1 da Fifa e é algo do que nos sentimos muito orgulhosos", declarou.

A seleção de futebol da Espanha concorre ao prêmio Laureus de melhor equipe. Os outros indicados são a seleção americana de basquete masculino, a seleção chinesa de tênis de mesa masculino, a equipe europeia de golfe, campeã da Ryder Cup, o Miami Heat, campeão da NBA, e a Red Bull, campeã mundial de Fórmula 1.

EFE   
publicidade