inclusão de arquivo javascript

Futebol

 
 

Reginaldo Araújo fica raízes na lateral do Santos

30 de abril de 2003 23h18

São Paulo - Assim que chegou à Vila Belmiro, Reginaldo Araújo viveu momentos de incerteza. Na briga pela vaga de titular da lateral direita com o companheiro Michel, Reginaldo não convencia Leão e, muito menos, a torcida, de que poderia ser o dono da camisa 4 do Peixe.

Leão chegou a testar Elano na lateral-direita e Reginaldo foi preterido na posição. Com a saída de Michel para o Goiás e a volta de Elano ao meio-campo, ele ganhou espaço. No Brasileirão, o jogador disputou três partidas das seis que o clube realizou.

A seqüência de jogos é festejada por Reginaldo, que espera manter-se como titular contra o Criciúma, no domingo. "A seqüência de jogos que fiz no time foi muito importante pra mim, mas tenho que procurar um melhor desempenho cada vez mais", ressalta o lateral.

O jogador afirma que mesmo nos momentos de instabilidade, quando era recém-chegado ao clube, procurou manter a tranqüilidade e contar com o apoio de todos.

"Você chega num time campeão como o Santos e fica meio distante dos demais jogadores que já estavam aqui. Mas sempre estive tranqüilo. Tenho o apoio de jogadores e comissão técnica. Isso me ajudou e continua me ajudando muito", comentou.

Tantos os jogadores como Leão concordam que a timidez de Reginaldo está, aos poucos, sendo esquecida e que seu futebol está subindo de produção. "Ele já está se soltando mais e acredito que ainda possa melhorar", afirma o treinador Leão.

"Ele teve um pouco de dificuldade no início, mas agora já está se entrosando", endossa Léo.

Lancepress!