inclusão de arquivo javascript

Futebol

 
 

Conheça a carreira de Vanderlei Luxemburgo

30 de dezembro de 2004 00h05 atualizado às 00h05

O técnico Vanderlei Luxemburgo deixa o Santos como um dos treinadores mais vencedores da história recente do futebol brasileiro. Em 23 anos de carreira, ele tem 20 títulos no currículo.

  • Opine: no Real, Luxemburgo vai se firmar como um dos melhores técnicos do mundo?

    Além disso, ele é o maior vencedor de Campeonatos Brasileiros, com cinco títulos. Rubens Minelli e Ênio Andrade têm três taças cada.

    Em campo, Luxemburgo foi um lateral-esquerdo discreto. A carreira de técnico, no entanto, fez a fama dele. O primeiro título veio em 1983, com o Rio Branco, no Campeonato do Espírito Santos.

    Luxemburgo ficou conhecido nacionalmente, no entanto, quando se transferiu para o Bragantino, no final dos anos 80. Pelo clube de Bragança Paulista, ele conquistou a segunda divisão do Brasileiro, em 1989 e o Campeonato Paulista, em 1990.

    O sucesso no interior rendeu o convite para dirigir o Palmeiras, que começava a sua parceria com a Parmalat e não tinha conseguido se acertar com Otacílio Gonçalves. No time do Parque Antarctica, ele conseguiu acabar com uma fila de 17 anos sem títulos. Mais que isso, ele conquistou cinco troféus.

    O grande time de Luxemburgo no Palmeiras, no entanto, foi montado em 1996, após uma passagem do treinador pelo Flamengo. Em um time que tinha Müller, Djalminha, Rivaldo e Luizão, o time marcou mais de cem gols no Campeonato Paulista.

    Do clube alviverde, Luxemburgo teve passagens, e títulos, pelo Santos e pelo Corinthians, antes de chegar à Seleção Brasileira. Neste momento, no entanto, ele viveu seu inferno astral. Atormentado por problemas com a Receita Federal e com a perda da medalha de ouro na Olimpíada de Sydney, ele foi demitido.

    A volta por cima veio no Corinthians. No Paulista de 2001, Luxemburgo assumiu a equipe nas últimas colocações e levou-a ao título. Pouco depois, no entanto, problemas no elenco minaram a força do treinador, que acabou demitido.

    Mais uma vez, a volta por cima veio com títulos. Em 2003, no comando do Cruzeiro, ele conquistou o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro.

    O sucesso, no entanto, não segurou o emprego de Luxemburgo no time mineiro. Após conflitos com os dirigentes da equipe, ele saiu no início do Brasileiro deste ano. Assumiu o Santos, que vinha mal no Brasileiro. Não evitou a queda na Copa Libertadores, mas conseguiu o bicampeonato nacional.

    Na reta final da competição, seu nome foi apontado como o preferido para assumir o Corinthians, que fechara o acordo de parceria com o grupo MSI. O treinador resistiu ao dinheiro do iraniano Kia Joorabchian e renovou seu contrato com o time da Vila Belmiro. O convite do Real Madrid, no entanto, foi mais forte e o treinador acertou sua transferência nesta quarta-feira.

    Confira os títulos de Luxemburgo como técnico:

  • 1983 Capixaba - Rio Branco
  • 1989 Brasileiro-2ª Divisão - Bragantino
  • 1990 Paulista - Bragantino
  • 1993 Rio-São Paulo - Palmeiras
  • 1993 Brasileiro - Palmeiras
  • 1993 Paulista - Palmeiras
  • 1994 Brasileiro - Palmeiras
  • 1994 Paulista - Palmeiras
  • 1995 Taça Guanabara - Flamengo
  • 1996 Copa Euro-América - Palmeiras
  • 1996 Paulista - Palmeiras
  • 1997 Rio-São Paulo - Santos
  • 1998 Brasileiro - Corinthians
  • 1999 Copa América - Seleção Brasileira
  • 2000 Pré-Olímpico - Seleção Pré-Olímpica
  • 2001 Paulista - Corinthians
  • 2003 Brasileiro - Cruzeiro
  • 2003 Mineiro - Cruzeiro
  • 2003 Copa do Brasil - Cruzeiro
  • 2004 Brasileiro - Santos

    Veja os clubes que Luxemburgo treinou:
    1981 - América (auxiliar técnico)
    1981/82 - Vasco (auxiliar técnico)
    1983 - Campo Grande-RJ
    1983 - Rio Branco-ES
    1984 - Friburguense-RJ
    1984 - Al Ittihad (auxiliar técnico)
    1984 - Al Ittihad
    1985 - Al Ittihad (auxiliar técnico)
    1985 - Democrata-MG
    1986/87 - Fluminense (júnior)
    1987 - América-RJ
    1987/88 - Al Shabab (auxiliar técnico)
    1989/90 - Bragantino
    1991 - Guarani
    1991 - Flamengo
    1992/93 - AA Ponte Preta
    1993/95 - Palmeiras
    1995 - Paraná Clube
    1995 - Flamengo
    1996 - Palmeiras
    1997 - Santos
    1998 - Corinthians
    1998/2000 - Seleção Brasileira
    2001 - Corinthians
    2002 - Palmeiras
    2002/04 - Cruzeiro
    2004 - Santos

  • Redação Terra