inclusão de arquivo javascript

Futebol

 
 

Luizão "ganha" gol na Libertadores após cinco anos

20 de julho de 2005 16h10 atualizado às 17h06

Após cinco anos, a Conmebol confirmou nesta quarta-feira um gol marcado pelo atacante Luizão na partida entre Corinthians e Olímpia. Naquele jogo, empatado por 2 a 2, no estádio Defensores del Chaco, o árbitro Gustavo Méndez anotou equivocadamente o primeiro gol da equipe paulista para o lateral Kléber.

O gol foi anotado aos 12min da primeira etapa. Kléber fez o cruzamento e Luizão, em velocidade, surgiu no meio livre para anotar. No entanto, Méndez anotou na súmula o gol para o lateral-esquerdo, atualmente no Basel, da Suíça.

Por meio de uma carta acompanhada de um vídeo, a Conmebol corrigiu, e anotou este gol para Luizão. Com a mudança, o atacante, maior artilheiro brasileiro da competição, soma agora 29 gols.

O jogador também é o sexto na classificação geral, ao lado do colombiano Anthony de Ávila e do argentino Juan Carlos Sarnani.

Nesta edição da Libertadores, o atacante marcou cinco gols na campanha do tricampeonato do São Paulo, anotando um inclusive na decisão contra o Atlético-PR.

"Estou bastante feliz com essa decisão. A Justiça foi feita e não tinha como dizer que o gol não era meu. O São Paulo tem muito a ver com isso, porque foi atrás, mandando a fita e fazendo ligações. Essa é uma marca histórica e fundamental para a minha carreira", comentou Luizão.

Após o torneio, Luizão se transferiu para o Nagoya Grampus, do Japão, treinado por Nelsinho Baptista. "Viajo agora no dia 28 e me apresento dois dias depois. A minha estréia será no dia 20 de agosto contra o Vissel Kobe", comentou.

Além de Corinthians e São Paulo, o jogador também disputou a Libertadores pelas equipes de Vasco, onde foi campeão em 1998, e Grêmio.

Redação Terra