1 evento ao vivo

Oferecido: Inter elogia Scocco, mas considera negócio caro

30 jun 2013
12h10

O Internacional observa, acompanha, segue os passos do centroavante Ignacio Scocco, do Newell's. O presidente Giovanni Luigi rasga elogios ao argentino de 28 anos, o considera mais útil que outro gringo, Javier Saviola, pelas características. Mas tudo esbarra no valor pedido: cerca de cinco milhões de dólares. O empresário gaúcho Jorge Machado entrou em contato com o agente do atleta, Fabian Soldini, e tocará as negociações com clubes brasileiros. Apesar dos elogios do presidente, o diretor-executivo Newton Drummond também falou do valor e ainda afirmou que a contratação seria difícil por barrar a subida de Otávio e a ascensão de Jorge Henrique.

- É um grande jogador, chuta forte de fora da área, tem intensa movimentação. Lógico que o Inter observa e trata de um jogador como este. No entanto é muito difícil de trazer, pelos valores que são solicitados para eventual transação - comentou Luigi na Rádio Gaúcha.

Ao LANCE!Net, Soldini afirmou que não teve contato com o Inter. Disse apenas que Machado o procurou para falar de Scocco, entre outros atletas. Para o Newell's, o valor é de 1,8 milhões de dólares. E os argentinos pedem os cinco milhões da mesma moeda. O empresário tem bom trânsito nos dois clubes gaúchos, mas também em todo o Brasil, e o ofereceu para o Colorado, para São Paulo, e para Santos. Este último é quem está mais perto de contar com o goleador da Libertadores, que pertence ao Al Ain, da Arábia Saudita. Em contato com o L!Net, Machado foi misterioso:

- Estou proibido de falar sobre esse assunto. Abraço - e desligou o telefone.

Scocco chamou a atenção com boas atuações na Libertadores e na campanha do título do Newell's no Campeonato Argentino. Na decisão do supercampeão, perdeu um pênalti diante do Vélez. Os argentinos tentam a renovação de contrato com os árabes para que o jogador participe da semifinal da Libertadores, contra o Atlético-MG, após a paralização do calendário para a Copa das Confederações.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade