1 evento ao vivo

Paulinho nega proposta, mas Ralf 'entrega' companheiro: 'Bom para ele'

19 mai 2013
18h31
atualizado às 21h00

Após o empate por 1 a 1 com o Santos na Vila, Paulinho pode ter conquistado o último título com a camisa do Corinthians. O volante tem o desejo de sair para a Europa e tem em mãos propostas da Inter de Milão (ITA) e do Shakhtar Donetsk (UCR). A diretoria, anteriormente, prometeu liberá-lo no meio do ano.

Após o apito final, na comemoração do título, Paulinho deu longo abraço no técnico Tite. Depois, no gramado, negou que esteja saindo.

- Eu continuo no Corinthians. Talvez pela eliminação na Libertadores, muita gente colocou que eu ia embora, que recebi proposta. Não é nada disso. Quando receber, vou fazer como fiz antes, vou falar para vocês. Não tem nada de oficial, não veio proposta, não sei o que falar. Só tenho de agradecer à torcida, como fizeram diante do Boca. Os torcedores fizeram a parte deles - disse o jogador.

Minutos depois, poucos metros ao lado, o volante Ralf, um dos melhores amigos do camisa 8 no elenco, entregou ao ser perguntado se Paulinho poderia ficar.

- Acho difícil, acho difícil. Mas é fruto do trabalho dele. Foi para a Seleção, chegou proposta. A gente queria que ele ficasse, mas é difícil, é bom para ele e para a família - disse.

O presidente Mário Gobbi Filho declarou que não pretende se desfazer do jogador.

- Não vou vender, já disse para ele que não quero que saia - declarou.

- É o terceiro ano que começa essa história novamente. Até agora ele não tem proposta e ninguém abriu negociação. A janela (de transferências) não abriu, é cedo para falar. Nós não queremos que ele saia. Só vai sair se quiser. Nós queremos ele aqui - completou.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade